[SP] Ajude o Coletivo Mulheres Kinah |

[SP] Ajude o Coletivo Mulheres Kinah

Ao colaborar com o Coletivo Mulheres Kinah, você estará ajudando mulheres empreendedoras a dar sequência nas suas atividades durante os próximos 4 meses.

Projeto por: Marilene Raquel da Silva Lemos
R$ 32.443,00
arrecadado
meta R$ 30.000,00

42 benfeitores
apoiaram essa campanha

Conseguimos \o/

Obrigado a todos os Benfeitores por mais um projeto bem sucedido. Agora, acompanhe as novidades e comentários do projeto.


POR

Marilene Raquel da Silva Lemos

Marilene Raquel da Silva Lemos
R$ 10
ART Abanã
2 benfeitores apoiando
5% de desconto nas compras virtuais, presenciais e colaborativa.

47 disponíveis.
R$ 30
Bonecas Makena
3 benfeitores apoiando
15% de desconto nas compras virtuais, presenciais e colaborativa.

17 disponíveis.
R$ 50
Pérola Negra
3 benfeitores apoiando
20% de desconto nas compras virtuais, presenciais e colaborativa.

17 disponíveis.
R$ 100
Santatherezadesign
2 benfeitores apoiando
20% de desconto nas compras virtuais, presenciais e colaborativa + 01 turbante e 01 boneca de biscuit.

13 disponíveis.
R$ 250
Turbantes Marina Faustino
Seja o primeiro a apoiar!
25% de desconto nas compras virtuais, presenciais e colaborativa + 01 Turbante e 01 boneca de biscuit.

10 disponíveis.
R$ 500
Flávia Costa
1 benfeitor apoiando
Vale compra de 100 reais a ser utilizado nas lojas virtuais e colaborativa + 01 Turbante e 01 camiseta.

4 disponíveis.
R$ 1.000
Mulheres Kinah
Seja o primeiro a apoiar!
Vale compra de 200 reais a ser utilizado nas lojas virtuais e colaborativa + 01 camiseta e 01 boneca de biscuit.

2 disponíveis.

Iremos fazer o repasse do valor arrecadado para cada empreendedora no período de 4 meses como uma ajuda de custo para que cada uma delas possam dar sequência nas suas atividades. Vale lembrar que as empreendedoras são chefes de família e sofreram com a chegada do Coronavírus, pois muitas trabalhavam nas ruas e em eventos. Assim sendo, elas vão poder cumprir com suas obrigações mensais de casa ou empresa como pagamentos de água, luz, telefone, aluguel, compra de materiais e alimentação dentro de casa. Algumas ações já estão sendo feitas por nós para que amenize o contágio do Covid-19 como distribuição de máscaras para pessoas que vivem nas ruas de São Paulo, asilo e para aquelas pessoas que não tem condições de comprar.

Sou Raquel tenho 34 anos, moradora do Capão Redondo, chefe de família e mãe de uma menina de 4 anos, empreendedora afro, responsável pela marca de roupa Pérola Negra e integrante do Coletivo Mulheres Kinah.

O coletivo surgiu através do afroempreendorismo, onde trabalha na construção da identidade e auto estima da comunidade negra nas áreas da moda, arte, decoração, contação de história e oficinas.  As oficinas são realizadas em periferias, escolas públicas, quilombos, feiras e eventos. O empoderamento negro é uma poderosa arma de combate ao racismo.

Mulheres negras movem o mundo.

Serão beneficiadas os territórios periféricos urbanos como os bairros do Capão Redondo, Parque Fernanda, Osasco, Carapicuíba e São Matheus. Essa ação trará sustentabilidade de empreendedoras negras que estão com grandes dificuldades neste momento com a CV19, fazendo com que o seu negócio continue na ativa e que possam garantir o sustento de suas famílias e obrigações.

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$30.000 seja alcançado.

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo de iniciativas que enfrentem os efeitos do Coronavírus nas periferias urbanas brasileiras. Por se tratar de um Fundo Colaborativo e aberto a novos parceiros, o montante destinado a triplicação dos projetos pode ainda aumentar, possibilitando um número maior de iniciativas contempladas.

 

Marilene Raquel da Silva Lemos ainda não publicou nenhuma notícia.

Iremos fazer o repasse do valor arrecadado para cada empreendedora no período de 4 meses como uma ajuda de custo para que cada uma delas possam dar sequência nas suas atividades. Vale lembrar que as empreendedoras são chefes de família e sofreram com a chegada do Coronavírus, pois muitas trabalhavam nas ruas e em eventos. Assim sendo, elas vão poder cumprir com suas obrigações mensais de casa ou empresa como pagamentos de água, luz, telefone, aluguel, compra de materiais e alimentação dentro de casa. Algumas ações já estão sendo feitas por nós para que amenize o contágio do Covid-19 como distribuição de máscaras para pessoas que vivem nas ruas de São Paulo, asilo e para aquelas pessoas que não tem condições de comprar.

Sou Raquel tenho 34 anos, moradora do Capão Redondo, chefe de família e mãe de uma menina de 4 anos, empreendedora afro, responsável pela marca de roupa Pérola Negra e integrante do Coletivo Mulheres Kinah.

O coletivo surgiu através do afroempreendorismo, onde trabalha na construção da identidade e auto estima da comunidade negra nas áreas da moda, arte, decoração, contação de história e oficinas.  As oficinas são realizadas em periferias, escolas públicas, quilombos, feiras e eventos. O empoderamento negro é uma poderosa arma de combate ao racismo.

Mulheres negras movem o mundo.

Serão beneficiadas os territórios periféricos urbanos como os bairros do Capão Redondo, Parque Fernanda, Osasco, Carapicuíba e São Matheus. Essa ação trará sustentabilidade de empreendedoras negras que estão com grandes dificuldades neste momento com a CV19, fazendo com que o seu negócio continue na ativa e que possam garantir o sustento de suas famílias e obrigações.

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$30.000 seja alcançado.

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo de iniciativas que enfrentem os efeitos do Coronavírus nas periferias urbanas brasileiras. Por se tratar de um Fundo Colaborativo e aberto a novos parceiros, o montante destinado a triplicação dos projetos pode ainda aumentar, possibilitando um número maior de iniciativas contempladas.

 

Marilene Raquel da Silva Lemos ainda não publicou nenhuma notícia.