[AL] Nós por Nós Contra o Coronavírus |

[AL] Nós por Nós Contra o Coronavírus

Fortaleça essa rede de solidariedade e faça parte dessa campanha, colabore para viabilizar comida na mesa para famílias em vulnerabilidade social.

Projeto por: Mirian Jéssika Almeida Oliveira
R$ 13.320,00
arrecadado
meta R$ 28.750,00

22 benfeitores
apoiaram essa campanha

Conseguimos \o/

Obrigado a todos os Benfeitores por mais um projeto bem sucedido. Agora, acompanhe as novidades e comentários do projeto.


POR

Mirian Jéssika Almeida Oliveira

Mirian Jéssika Almeida Oliveira
R$ 20
Apoiar essa campanha com R$ 20
6 benfeitores apoiando
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 50
Apoiar essa campanha com R$ 50
1 benfeitor apoiando
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 80
Apoiar essa campanha com R$ 80
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 100
Apoiar essa campanha com R$ 100
1 benfeitor apoiando
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 200
Apoiar essa campanha com R$ 200
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 300
Apoiar essa campanha com R$ 300
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 500
Apoiar essa campanha com R$ 500
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 1.000
Apoiar essa campanha com R$ 1000
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 3.000
Apoiar essa campanha com R$ 3000
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pela sua colaboração!

Compreendendo as situações de vulnerabilidade social e econômica em que as periferias urbanas e favelas se encontram nesse estado de isolamento social, levando em consideração os cuidados com a saúde pública, para a não propagação do COVID-19, a ação foi articulada no processo de arrecadação e distribuição de alimentos e produtos de higiene pessoal e coletiva, isto é, a ação se coloca como ponte entre quem se prontifica a doar e quem precisa ajuda.

As ações são organizadas em três etapas: 1) arrecadação e coleta; 2) Separação e higienização dos alimentos/produtos; 3) Distribuição.

1) Arrecadação e coleta: Vaquinha Financeira: Com o objetivo de realizar uma grande comprar de cestas básicas e materiais de higiene e limpeza, pois essa forma contribui na questão de segurança contra o Covid-19 evitando maiores contatos com as doações e contribui com a logística, pois só exige a saída de casa para a compra do material, que pode já está organizado nas cestas básicas. Porém sabemos que com a crise econômica pode encontrar limites na capacidade de arrecadação.

2) Higienização: Organizar e limpar os materiais coletados, organizando os kits para doação. Tomando todas as medidas de segurança nesse processo.

3) Distribuição: Após o mapeamento cuidadoso das famílias em situação de vulnerabilidade social, as doações serão realizadas nas casas, evitando a aglomeração que é favorável para a transmissão do vírus.

O Levante Popular da Juventude é um movimento social de amplitude nacional que propõe organizar jovens, estimulando-os ao seu protagonismo social. A perspectiva que o Levante oferece é a possibilidade de estar organizado/a coletivamente para viver e para lutar. Fora da organização às ações isoladas de um indivíduo, por mais justas que sejam, não tem sucesso. Portanto, o que o Levante possibilita às pessoas é o reconhecimento da sua condição de sujeitos e a construção de possibilidades para que estes recuperem a sua capacidade de intervenção política. (Carta compromisso do Levante Popular da Juventude, 2012). 

A região que está sendo proposta a ação, localizada na Cidade Universitária, como a maioria das regiões em estado de vulnerabilidade social, não foge das amargas características de uma periferia. O conjunto Otacílio Holanda, com aproximadamente 54.000m², carrega consigo características comuns a outras periferias urbanas, como a falta de saneamento básico, habitações inacabadas ou provisórias e aglomerações populacionais gigantescas.

Em um momento que a pandemia cresce no Brasil, sabemos que a melhor medida para combatê-la é o isolamento social, infelizmente, como parcelas significativas da população, o conjunto Otacílio de Holanda também estão inseridas em problemas estruturais de nossa sociedade, sendo assim as famílias residentes nesse conjunto terão grandes dificuldades para combater a Coronavírus.

Uma pesquisa, divulgada no dia 24/03/2020 pela DataFavela, informou que 72% da população residente nas periferias não conseguem manter o padrão de vida por nenhum período sem ir trabalhar. E que 86% da população residente em favelas teria dificuldade de comprar comida se tivessem que ficar em casa por uma semana até um mês. Nesse sentido, é fundamental a distribuição de alimentos e também material de higiene para as famílias que residem no conjunto tanto para garantir a saúde dessas famílias como também o direito básico de alimentação.

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$30.000 seja alcançado.

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo de iniciativas que enfrentem os efeitos do Coronavírus nas periferias urbanas brasileiras. Por se tratar de um Fundo Colaborativo e aberto a novos parceiros, o montante destinado a triplicação dos projetos pode ainda aumentar, possibilitando um número maior de iniciativas contempladas.

 

 

Mirian Jéssika Almeida Oliveira ainda não publicou nenhuma notícia.

Compreendendo as situações de vulnerabilidade social e econômica em que as periferias urbanas e favelas se encontram nesse estado de isolamento social, levando em consideração os cuidados com a saúde pública, para a não propagação do COVID-19, a ação foi articulada no processo de arrecadação e distribuição de alimentos e produtos de higiene pessoal e coletiva, isto é, a ação se coloca como ponte entre quem se prontifica a doar e quem precisa ajuda.

As ações são organizadas em três etapas: 1) arrecadação e coleta; 2) Separação e higienização dos alimentos/produtos; 3) Distribuição.

1) Arrecadação e coleta: Vaquinha Financeira: Com o objetivo de realizar uma grande comprar de cestas básicas e materiais de higiene e limpeza, pois essa forma contribui na questão de segurança contra o Covid-19 evitando maiores contatos com as doações e contribui com a logística, pois só exige a saída de casa para a compra do material, que pode já está organizado nas cestas básicas. Porém sabemos que com a crise econômica pode encontrar limites na capacidade de arrecadação.

2) Higienização: Organizar e limpar os materiais coletados, organizando os kits para doação. Tomando todas as medidas de segurança nesse processo.

3) Distribuição: Após o mapeamento cuidadoso das famílias em situação de vulnerabilidade social, as doações serão realizadas nas casas, evitando a aglomeração que é favorável para a transmissão do vírus.

O Levante Popular da Juventude é um movimento social de amplitude nacional que propõe organizar jovens, estimulando-os ao seu protagonismo social. A perspectiva que o Levante oferece é a possibilidade de estar organizado/a coletivamente para viver e para lutar. Fora da organização às ações isoladas de um indivíduo, por mais justas que sejam, não tem sucesso. Portanto, o que o Levante possibilita às pessoas é o reconhecimento da sua condição de sujeitos e a construção de possibilidades para que estes recuperem a sua capacidade de intervenção política. (Carta compromisso do Levante Popular da Juventude, 2012). 

A região que está sendo proposta a ação, localizada na Cidade Universitária, como a maioria das regiões em estado de vulnerabilidade social, não foge das amargas características de uma periferia. O conjunto Otacílio Holanda, com aproximadamente 54.000m², carrega consigo características comuns a outras periferias urbanas, como a falta de saneamento básico, habitações inacabadas ou provisórias e aglomerações populacionais gigantescas.

Em um momento que a pandemia cresce no Brasil, sabemos que a melhor medida para combatê-la é o isolamento social, infelizmente, como parcelas significativas da população, o conjunto Otacílio de Holanda também estão inseridas em problemas estruturais de nossa sociedade, sendo assim as famílias residentes nesse conjunto terão grandes dificuldades para combater a Coronavírus.

Uma pesquisa, divulgada no dia 24/03/2020 pela DataFavela, informou que 72% da população residente nas periferias não conseguem manter o padrão de vida por nenhum período sem ir trabalhar. E que 86% da população residente em favelas teria dificuldade de comprar comida se tivessem que ficar em casa por uma semana até um mês. Nesse sentido, é fundamental a distribuição de alimentos e também material de higiene para as famílias que residem no conjunto tanto para garantir a saúde dessas famílias como também o direito básico de alimentação.

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$30.000 seja alcançado.

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo de iniciativas que enfrentem os efeitos do Coronavírus nas periferias urbanas brasileiras. Por se tratar de um Fundo Colaborativo e aberto a novos parceiros, o montante destinado a triplicação dos projetos pode ainda aumentar, possibilitando um número maior de iniciativas contempladas.

 

 

Mirian Jéssika Almeida Oliveira ainda não publicou nenhuma notícia.