Observatório de Favelas |

Observatório de Favelas

O Observatório de Favelas faz de você protagonista em projetos que tornam a cidade mais democrática e humana. Siga junto conosco!


Observatório de Favelas

O Observatório de Favelas faz de você protagonista em projetos que tornam a cidade mais democrática e humana. Siga junto conosco!


Meta 1: R$ 12.000

Entrega: Início das obras do Instituto João Aleixo

Celebração: Uma Camiseta do Observatório de Favelas para todos os assinantes!

Meta 2: R$ 20.000

Entrega: Vamos conseguir ampliar o corpo profissional do Instituto João Aleixo para aumentar da escala de produção e dos trabalhos de formação.

Celebração: Um livro do Observatório de Favelas para todos os assinantes!

O Instituto João Aleixo
Nosso primeiro objetivo será a criação, estruturação e lançamento do Instituto João Aleixo. Será um espaço de pesquisa e formação voltado para produzir conhecimento novo sobre a cidade, a partir das favelas e periferias. Trata-se do lançamento de um espaço contemporâneo de formulação de políticas públicas e construção de indicadores que contribuam para pensar caminhos que potencializem a superação das desigualdades, a ampliação da democracia e relações humanas cada vez mais solidárias. Para isso investiremos em reforma de espaço, construção de laboratórios e espaços adequados para o exercício do estudo.

Observatório de Favelas

O Observatório de Favelas é uma organização da sociedade civil que, nos seus treze anos de existência, vem se destacando na elaboração e na realização de metodologias e ações dedicadas à construção da cidade como espaço de realização plena de direitos. Nosso referencial de criação são as favelas e periferias: territórios urbanos que expressam diferentes repertórios e práticas inovadoras de sociabilidade. Para tanto, nos dedicamos à produção e difusão do conhecimento técnico e científico, à realização de experiências artísticas e culturais, à formação de jovens no campo da comunicação, à formulação de conceitos e metodologias para políticas públicas sociais e urbanas.

A partir de programas e projetos promovemos nossa inserção na complexidade do mundo da vida, construindo e ampliando diálogos propositivos com a sociedade e o estado, tendo em vista a superação de desigualdades socioeconômicas e distinções de direitos à cidadania. O Observatório de Favelas busca, portanto, se afirmar na cena pública como uma instituição que faz de sua autonomia um predicado para elaboração e desenvolvimento de propostas consequentes e de práticas afirmativas de transformação radicalmente democrática da sociedade.

Acreditamos firmemente que a dimensão do público precisa ser redefinida e revalorizada em nosso país. Uma vez que ao designarmos o sentido do público, estamos nomeando cidadãos que participam plenamente dos destinos de seu país, de sua cidade, de sua vida compartilhada com outras vidas em sociedade. Chamamos atenção para a necessária superação do sentido dominante do privado como individualismo exclusivista que nada vê além de si mesmo e do estatismo que distancia os sujeitos reais de uma atuação plena em relação à coisa pública.

O desafio de creditar ao público a potência da democratização das relações e das instituições faz com que organizações da sociedade civil encontrem, na própria dimensão pública, as condições de continuidade e ampliação de seus projetos e programas.
É verdade que as diferentes parcerias com empresas privadas e estatais, sobretudo por meio de editais, contribuem para a criação e realização de nossas ações, mas não são suficientes para sustentar de forma permanente a instituição, especialmente na inserção compromissada do Observatório de Favelas no âmbito da sociedade civil, notadamente em favelas e periferias.

É muito importante, por outro lado, construir uma cultura na qual as organizações da sociedade civil sejam apoiadas pelos próprios cidadãos. Esse também é um modo de fazer política, de participar ativamente na elaboração e realização de projetos e, sobretudo, constituir-se como um ser solidário às causas sociais. Avançar neste formato é ampliar o protagonismo das pessoas e fazer a cidadania participativa de modo prático e audacioso.
As principais ações do Observatório envolvem a formação e mobilização criativa de jovens no campo da arte, da comunicação, da política urbana e na produção de estudos diversos sobre a realidade das favelas e periferias, cujos objetivos maiores estão associados à elaboração de metodologias, práticas e sociabilidades inovadoras. Hoje, após os 13 anos de experiências adquiridas, queremos avançar na direção de um centro de estudos de excelência – o Instituto João Aleixo – voltado para formação técnica e acadêmica de alto nível, tendo como parceiros universidades e instituições de pesquisa do Brasil e do exterior.
Queremos compartilhar com você, parceiro, a continuidade de nossas ações e a realização dos desafios que hoje abraçamos. Afinal, a construção plena de uma cidade mais democrática, humana e com mais direitos para tod@s é o que temos compartilhado. Então, vamos continuar a caminhar juntos. Agora, mais próximos. Mais companheiros na construção do Observatório de Favelas.

Aguarde, carregando...



R$ 350,00
arrecadado por mês
meta R$ 12.000
9
assinantes
3%
arrecadado





Financiamento Recorrente

Faça parte desse projeto!
Vire um assinante mensal.



assinar com este valor
R$20 por mês

4 assinantes mensais

assinar com este valor
R$40 por mês

1 assinantes mensais

assinar com este valor
R$60 por mês

2 assinantes mensais

assinar com este valor
R$100 por mês

1 assinantes mensais
  • Observatório de Favelas do Rio de Janeiro
  • Categoria: Cidades

Observatório de Favelas do Rio de Janeiro

Pedro Braga Netto
Suzana Mattos
Claudiney Ferreira
Eduardo Alves de Carvalho
Lakini Devi
Rob Packer
José  Carlos dos reis
Eliene Souza da Silva
PEDRO HENRIQUE OLIVEIRA GOMES