[MT] Apoio aos povos do Xingu |

[MT] Apoio aos povos do Xingu

Apoie os indígenas contribuindo com a distribuição de medicamentos, produtos de higiene e mantimentos ao Parque Indígena do Xingu.

Projeto por: INSTITUTO DE ARTE INDIGENA BRASILEIRA XEPI
R$ 39.070,00
arrecadado
meta R$ 30.000,00

21 benfeitores
apoiaram essa campanha

Conseguimos \o/

Obrigado a todos os Benfeitores por mais um projeto bem sucedido. Agora, acompanhe as novidades e comentários do projeto.


POR

INSTITUTO DE ARTE INDIGENA BRASILEIRA XEPI

INSTITUTO DE ARTE INDIGENA BRASILEIRA XEPI
R$ 20
Apoiar essa campanha com R$ 20
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 50
Apoiar essa campanha com R$ 50
6 benfeitores apoiando
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 80
Apoiar essa campanha com R$ 80
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 100
Apoiar essa campanha com R$ 100
2 benfeitores apoiando
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 200
Apoiar essa campanha com R$ 200
3 benfeitores apoiando
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 300
Apoiar essa campanha com R$ 300
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 500
Apoiar essa campanha com R$ 500
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 1.000
Apoiar essa campanha com R$ 1000
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 3.000
Apoiar essa campanha com R$ 3000
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pela sua colaboração!

Os povos indígenas são especialmente vulneráveis à Covid-19, com quadros de imunidade mais baixa, modos de vida tradicionais mais coletivos, que dificultam a necessidade de isolamento de eventuais infectados, e com pouco acesso a serviços de saúde e hospitais. A quarentena dos povos do Xingu, com o fechamento de suas fronteiras, ainda que consiga frear a entrada do Coronavírus nas aldeias, já está gerando uma série consequências e escassezes, dado que muitos habitantes do território dependem de relações comerciais com os centros urbanos para a obtenção de recursos.

A campanha pretende entregar medicamentos e produtos de higiene aos diversos povos do território xinguano, visando evitar a disseminação de doenças e diminuir as necessidades de idas à cidade. Também serão distribuídos alimentos não perecíveis às aldeias que estão passando por um período de escassez.

Todas as medidas de higiene e prevenção serão tomadas durante a distribuição, seguindo as diretrizes especificadas pela Fiocruz e a APIB (Associação dos Povos Indígenas do Brasil), e o protocolo de segurança para aquisição de materiais feito para o Parque Indígena do Xingu, estabelecido pela Secretaria Especial de Saúde Indígena, a ATIX (Associação Terra Indígena do Xingu) e a FUNAI (Fundação Nacional do Índio).

O Instituto de Arte Indígena Brasileira Xepi é formado por indígenas da etnia Mehinaku e tem como missão promover a cultura indígena e defender a conservação de seu patrimônio histórico, artístico e ambiental. Foi fundado em 2019, a partir de uma assembleia realizada na Aldeia Kaupüna, no Parque Indígena do Xingu – MS.

O Parque Indígena do Xingu foi a primeira terra indígena homologada pelo governo federal, em 1961. Ele está localizado na região nordeste do Estado do Mato Grosso, na porção sul da Amazônia brasileira. O território, que abriga 16 etnias e tem mais de 6 mil habitantes, foi idealizado pelos irmãos Villas Bôas.

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$30.000 seja alcançado.

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo de iniciativas que enfrentem os efeitos do Coronavírus nas periferias urbanas brasileiras. Por se tratar de um Fundo Colaborativo e aberto a novos parceiros, o montante destinado a triplicação dos projetos pode ainda aumentar, possibilitando um número maior de iniciativas contempladas.

COLABORAÇÕES EXTERNAS

R$1.000,00

colaborador

A campanha [MT] Apoio aos povos do Xingu captou os valores acima através de ações de arrecadação independentes, ou seja, fora da plataforma Benfeitoria. Ficou com dúvidas? Clique aqui

INSTITUTO DE ARTE INDIGENA BRASILEIRA XEPI ainda não publicou nenhuma notícia.

Os povos indígenas são especialmente vulneráveis à Covid-19, com quadros de imunidade mais baixa, modos de vida tradicionais mais coletivos, que dificultam a necessidade de isolamento de eventuais infectados, e com pouco acesso a serviços de saúde e hospitais. A quarentena dos povos do Xingu, com o fechamento de suas fronteiras, ainda que consiga frear a entrada do Coronavírus nas aldeias, já está gerando uma série consequências e escassezes, dado que muitos habitantes do território dependem de relações comerciais com os centros urbanos para a obtenção de recursos.

A campanha pretende entregar medicamentos e produtos de higiene aos diversos povos do território xinguano, visando evitar a disseminação de doenças e diminuir as necessidades de idas à cidade. Também serão distribuídos alimentos não perecíveis às aldeias que estão passando por um período de escassez.

Todas as medidas de higiene e prevenção serão tomadas durante a distribuição, seguindo as diretrizes especificadas pela Fiocruz e a APIB (Associação dos Povos Indígenas do Brasil), e o protocolo de segurança para aquisição de materiais feito para o Parque Indígena do Xingu, estabelecido pela Secretaria Especial de Saúde Indígena, a ATIX (Associação Terra Indígena do Xingu) e a FUNAI (Fundação Nacional do Índio).

O Instituto de Arte Indígena Brasileira Xepi é formado por indígenas da etnia Mehinaku e tem como missão promover a cultura indígena e defender a conservação de seu patrimônio histórico, artístico e ambiental. Foi fundado em 2019, a partir de uma assembleia realizada na Aldeia Kaupüna, no Parque Indígena do Xingu – MS.

O Parque Indígena do Xingu foi a primeira terra indígena homologada pelo governo federal, em 1961. Ele está localizado na região nordeste do Estado do Mato Grosso, na porção sul da Amazônia brasileira. O território, que abriga 16 etnias e tem mais de 6 mil habitantes, foi idealizado pelos irmãos Villas Bôas.

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$30.000 seja alcançado.

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo de iniciativas que enfrentem os efeitos do Coronavírus nas periferias urbanas brasileiras. Por se tratar de um Fundo Colaborativo e aberto a novos parceiros, o montante destinado a triplicação dos projetos pode ainda aumentar, possibilitando um número maior de iniciativas contempladas.

INSTITUTO DE ARTE INDIGENA BRASILEIRA XEPI ainda não publicou nenhuma notícia.