[SP] Preto Império contra Covid-19 |

[SP] Preto Império contra Covid-19

Ajude a distribuir cestas de orgânicos para 120 famílias, repasse financeiro para 35 trabalhadores da Brasilândia (SP) e manter nossa sede.

Projeto por: Dimas Reis Gonçalves
R$ 35.740,00
arrecadado
meta R$ 30.000,00

115 benfeitores
apoiaram essa campanha

Conseguimos \o/

Obrigado a todos os Benfeitores por mais um projeto bem sucedido. Agora, acompanhe as novidades e comentários do projeto.


POR

Dimas Reis Gonçalves

Dimas Reis Gonçalves
R$ 20
Apoie essa campanha com R$ 20!
15 benfeitores apoiando
Obrigada por colaborar!
R$ 50
Apoie essa campanha com R$ 50!
14 benfeitores apoiando
Obrigada por colaborar!
R$ 100
Apoie essa campanha com R$ 100!
10 benfeitores apoiando
Obrigada por colaborar!
R$ 200
Apoie essa campanha com R$ 200!
7 benfeitores apoiando
Obrigada por colaborar!
R$ 300
Apoie essa campanha com R$ 300!
1 benfeitor apoiando
Obrigada por colaborar!
R$ 500
Apoie essa campanha com R$ 500!
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada por colaborar!
R$ 1.000
Apoie essa campanha com R$ 1000!
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada por colaborar!
R$ 3.000
Apoie essa campanha com R$ 3000!
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada por colaborar!

Pensando na importância de uma alimentação saudável e balanceada em tempos de pandemia, uma primeira cota do dinheiro arrecadado será usada para arcar com os custos de produção e distribuição de cestas de produtos orgânicos que a Preto Império tem distribuído em parceria com a Pertim.org no distrito da Brasilândia, periferia da Zona Norte de São Paulo.

Mais de cem famílias em situação de vulnerabilidade - mapeadas com o auxílio de organizações do bairro e as agentes comunitárias de saúde (ACSs) locais - estão recebendo, semanalmente, estes produtos. Nesta etapa do nosso projeto, serão cerca de 680 pessoas impactadas. Queremos não apenas garantir o alimento na mesa das famílias periféricas, mas garantir que este alimento seja de qualidade.

Com mais de 280 mil habitantes, a maioria negra, e 43 subdistritos, a Brasilândia tem a 5ª pior taxa de emprego formal da cidade. Por isso, a segunda etapa do nosso projeto consiste em um repasse de recurso para trabalhadores autônomos da cultura e da saúde. Mais de 30 trabalhadores receberão, por dois meses, um auxílio de R$ 300, o que nos permitirá impactar cerca de 170 pessoas. Uma vez que as políticas de isolamento sejam interrompidas, os trabalhadores e trabalhadoras realizarão atividades no nosso espaço, como forma de realimentar nossas redes e contatos no território.

Uma terceira cota do dinheiro arrecadado será destinada a arcar com os custos do nosso espaço que, diante do isolamento, está com as atividades interrompidas. Isso nos permitirá ter fôlego para dar continuidade às nossas ações e atividades no bairro.

Depois de 10 anos como coletivo Guardiões Griô, a Preto Império surge com foco em viabilizar sonhos das populações negras e periféricas combinando geração de renda e retorno socioambiental, além de fomentar o desenvolvimento local atuando nos eixos de cultura, saúde e bem-estar, formação e comunicação.

Nestes dois últimos anos concentramos nossas forças em criar iniciativas que possibilitassem contribuir sistematicamente uma melhora do bairro e da condição de vida de seus moradores.

Iniciamos os atendimentos no nosso Espaço Terapêutico Ìpesã, oferecendo atendimentos de cuidado e autocuidado por meio da massoterapia, buscando alinhar e mobilizar terapeutas negros e negras para e do território. Recebemos diversos parceiros para atividades culturais para diversas faixas etárias, além de agir ativamente na mobilização comunitária no bairro.

O distrito da Brasilândio possui 43 subdistritos. Há uma diversidade de realidades econômicas, no entanto, é significativo e lamentável o número de pessoas em situação de vulnerabilidade social, somada à falta de infraestrutura dos aparelhos públicos em diversos eixos, seja na saúde, na educação ou na cultura.

O nosso projeto visa atingir onde esta vulnerabilidade social mais se faz gritante: na mesa, na alimentação das pessoas. E, mais do que isso, queremos incidir diretamente na qualidade do que é ofertado e posto na mesa das famílias da Brasilândia. Nossa parceria com a Pertim.org nos permite distribuir alimentos orgânicos, sem agrotóxicos, sem conservantes, ou seja, de maior qualidade para nossos moradores. É importante dizer que esta frente de ação nos permitirá influenciar o hoje - colocando comida na mesa - e o amanhã - melhorando a saúde e a imunidade dos nossos moradores, principalmente em tempos de coronavírus.

Com uma boa parcela de sua população na informalidade ou no trabalho autônomo, muitos trabalhadores da Brasilândia, por conta do isolamento social, estão com seus trabalhos interrompidos, o que significa que suas rendas mensais também estão sofrendo forte impacto neste período. É crucial, então, que consigamos atender a demanda emergencial de renda dos nossos trabalhadores. Por isso, garantir um mínimo de remuneração mensal, que consiga subir necessidades básicas, é tão importante neste momento.

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$30.000 seja alcançado.

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo de iniciativas que enfrentem os efeitos do Coronavírus nas periferias urbanas brasileiras. Por se tratar de um Fundo Colaborativo e aberto a novos parceiros, o montante destinado a triplicação dos projetos pode ainda aumentar, possibilitando um número maior de iniciativas contempladas.

COLABORAÇÕES EXTERNAS

R$1.000,00

colaborador

A campanha [SP] Preto Império contra Covid-19 captou os valores acima através de ações de arrecadação independentes, ou seja, fora da plataforma Benfeitoria. Ficou com dúvidas? Clique aqui

Dimas Reis Gonçalves ainda não publicou nenhuma notícia.

Pensando na importância de uma alimentação saudável e balanceada em tempos de pandemia, uma primeira cota do dinheiro arrecadado será usada para arcar com os custos de produção e distribuição de cestas de produtos orgânicos que a Preto Império tem distribuído em parceria com a Pertim.org no distrito da Brasilândia, periferia da Zona Norte de São Paulo.

Mais de cem famílias em situação de vulnerabilidade - mapeadas com o auxílio de organizações do bairro e as agentes comunitárias de saúde (ACSs) locais - estão recebendo, semanalmente, estes produtos. Nesta etapa do nosso projeto, serão cerca de 680 pessoas impactadas. Queremos não apenas garantir o alimento na mesa das famílias periféricas, mas garantir que este alimento seja de qualidade.

Com mais de 280 mil habitantes, a maioria negra, e 43 subdistritos, a Brasilândia tem a 5ª pior taxa de emprego formal da cidade. Por isso, a segunda etapa do nosso projeto consiste em um repasse de recurso para trabalhadores autônomos da cultura e da saúde. Mais de 30 trabalhadores receberão, por dois meses, um auxílio de R$ 300, o que nos permitirá impactar cerca de 170 pessoas. Uma vez que as políticas de isolamento sejam interrompidas, os trabalhadores e trabalhadoras realizarão atividades no nosso espaço, como forma de realimentar nossas redes e contatos no território.

Uma terceira cota do dinheiro arrecadado será destinada a arcar com os custos do nosso espaço que, diante do isolamento, está com as atividades interrompidas. Isso nos permitirá ter fôlego para dar continuidade às nossas ações e atividades no bairro.

Depois de 10 anos como coletivo Guardiões Griô, a Preto Império surge com foco em viabilizar sonhos das populações negras e periféricas combinando geração de renda e retorno socioambiental, além de fomentar o desenvolvimento local atuando nos eixos de cultura, saúde e bem-estar, formação e comunicação.

Nestes dois últimos anos concentramos nossas forças em criar iniciativas que possibilitassem contribuir sistematicamente uma melhora do bairro e da condição de vida de seus moradores.

Iniciamos os atendimentos no nosso Espaço Terapêutico Ìpesã, oferecendo atendimentos de cuidado e autocuidado por meio da massoterapia, buscando alinhar e mobilizar terapeutas negros e negras para e do território. Recebemos diversos parceiros para atividades culturais para diversas faixas etárias, além de agir ativamente na mobilização comunitária no bairro.

O distrito da Brasilândio possui 43 subdistritos. Há uma diversidade de realidades econômicas, no entanto, é significativo e lamentável o número de pessoas em situação de vulnerabilidade social, somada à falta de infraestrutura dos aparelhos públicos em diversos eixos, seja na saúde, na educação ou na cultura.

O nosso projeto visa atingir onde esta vulnerabilidade social mais se faz gritante: na mesa, na alimentação das pessoas. E, mais do que isso, queremos incidir diretamente na qualidade do que é ofertado e posto na mesa das famílias da Brasilândia. Nossa parceria com a Pertim.org nos permite distribuir alimentos orgânicos, sem agrotóxicos, sem conservantes, ou seja, de maior qualidade para nossos moradores. É importante dizer que esta frente de ação nos permitirá influenciar o hoje - colocando comida na mesa - e o amanhã - melhorando a saúde e a imunidade dos nossos moradores, principalmente em tempos de coronavírus.

Com uma boa parcela de sua população na informalidade ou no trabalho autônomo, muitos trabalhadores da Brasilândia, por conta do isolamento social, estão com seus trabalhos interrompidos, o que significa que suas rendas mensais também estão sofrendo forte impacto neste período. É crucial, então, que consigamos atender a demanda emergencial de renda dos nossos trabalhadores. Por isso, garantir um mínimo de remuneração mensal, que consiga subir necessidades básicas, é tão importante neste momento.

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$30.000 seja alcançado.

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo de iniciativas que enfrentem os efeitos do Coronavírus nas periferias urbanas brasileiras. Por se tratar de um Fundo Colaborativo e aberto a novos parceiros, o montante destinado a triplicação dos projetos pode ainda aumentar, possibilitando um número maior de iniciativas contempladas.

Dimas Reis Gonçalves ainda não publicou nenhuma notícia.