Projeto +2 |

Projeto +2

Queremos reduzir o impacto da fome no Morro da Providência + Zona Portuária (RJ) por meio da distribuição de cestas básicas feitas por pequenos agricultore


Projeto por: Instituto Caminhantes
R$ 3.860,00
arrecadado por mês
meta R$ 6.000,00

60
assinantes

64%
arrecadado

Faça parte desse projeto!
Vire um assinante mensal.



ASSINATURAS
POR

Instituto Caminhantes

Instituto Caminhantes

Somos participantes da Igreja Batista do Caminho e há 9 anos desenvolvemos atividades nas áreas de cultura e educação. Nossas iniciativas se baseiam em valores como democracia, direitos humanos, laicidade do Estado, diversidade cultural e igualdade social, racial e de gênero. A partir desses valores, iniciamos em 2018, o Instituto Caminhantes, um espaço independente da nossa comunidade para desenvolver projetos de impacto social. 

A pandemia do coronavírus aprofunda as desigualdades do Brasil e sabe-se que o vírus é mais letal entre pessoas negras e pobres*. Sem sabermos até quando essa situação pode durar e as vastas consequências para a sociedade, é preciso fazer o que nos cabe aqui e agora!

Desta forma, diante do aprofundamento da desigualdade social, regressão das políticas sociais e com uma parcela considerável da população em situação de vulnerabilidade, o Instituto Caminhantes decidiu pela criação do Projeto +2.

 

Queremos alimentar pessoas que têm fome fortalecendo um modelo de produção que acreditamos.

E faremos isso distribuindo cestas básicas alimentares no Morro da Providência (+ Zona Portuária) produzidas por pequenos agricultores do MPA (Movimento de Pequenos Agricultores).

 

A fome no Brasil chegou a 10,3 milhões de pessoas, sendo 7,7 milhões de moradores na área urbana e 2,6 milhões na rural, segundo dados da primeira parte da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 17/09/20. O principal objetivo desse projeto é contribuir  para reduzir os impactos da fome. Um esforço coletivo e comunitário da sociedade para não permitir que pessoas morram por falta de alimentos.

Para que essa realidade mude precisamos de contribuições mensais. Qualquer valor é importante e fará muita diferença na vida de muitas famílias.

 

A escolha geográfica do projeto se dá pelo fato de, além da nossa sede estar situada ali, termo já reconhecimento do território por trabalhos prévios ali realizados.

Temos já famílias cadastradas e mapeadas para receberem as cestas doadas, graças ao trabalho de diagnóstico do SOS Providência.

 

Portanto o dinheiro será dividido entre trabalho logístico do projeto e compra de cestas alimentares feitas pelo Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), que serão compostas por:

1Kg Batata doce 
1Kg Cebola
1Kg Açúcar Mascavo
4 Kg Arroz Branco 
2 Kg  Feijão 
2Kg Fuba 
500g  Flocão de milho
1kg de banana/ ou laranja
1kg Farinha de mandioca 
250g Café 
500 g Maçarão 
1 hortaliça

 

Temos como meta inicial o atendimento a 30 famílias, mas são muitas as famílias cadastradas que poderiam ser atendidas.

Só depende de você! Doe qualquer valor, de maneira recorrente, e vamos alimentar a quem tem fome fortificando também o trabalho dos pequenos agricultores.

 


*Referências:

http://coepbrasil.org.br/covid-dados-do-sus-revelam-vitima-padrao-do-covid-19-no-brasil-homem-pobre-e-negro/#:~:text=Das%20v%C3%ADtimas%20cuja%20cor%20foi,%E2%80%94%20que%20%C3%A9%20de%2076%25.

 

https://oglobo.globo.com/sociedade/no-brasil-coronavirus-mais-letal-entre-pretos-pardos-aponta-estudo-da-puc-24448404#:~:text=O%20resultado%20do%20levantamento%20mostra,esse%20valor%20ficou%20em%2038%25

 

Instituto Caminhantes ainda não publicou nenhuma notícia.

Somos participantes da Igreja Batista do Caminho e há 9 anos desenvolvemos atividades nas áreas de cultura e educação. Nossas iniciativas se baseiam em valores como democracia, direitos humanos, laicidade do Estado, diversidade cultural e igualdade social, racial e de gênero. A partir desses valores, iniciamos em 2018, o Instituto Caminhantes, um espaço independente da nossa comunidade para desenvolver projetos de impacto social. 

A pandemia do coronavírus aprofunda as desigualdades do Brasil e sabe-se que o vírus é mais letal entre pessoas negras e pobres*. Sem sabermos até quando essa situação pode durar e as vastas consequências para a sociedade, é preciso fazer o que nos cabe aqui e agora!

Desta forma, diante do aprofundamento da desigualdade social, regressão das políticas sociais e com uma parcela considerável da população em situação de vulnerabilidade, o Instituto Caminhantes decidiu pela criação do Projeto +2.

 

Queremos alimentar pessoas que têm fome fortalecendo um modelo de produção que acreditamos.

E faremos isso distribuindo cestas básicas alimentares no Morro da Providência (+ Zona Portuária) produzidas por pequenos agricultores do MPA (Movimento de Pequenos Agricultores).

 

A fome no Brasil chegou a 10,3 milhões de pessoas, sendo 7,7 milhões de moradores na área urbana e 2,6 milhões na rural, segundo dados da primeira parte da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 17/09/20. O principal objetivo desse projeto é contribuir  para reduzir os impactos da fome. Um esforço coletivo e comunitário da sociedade para não permitir que pessoas morram por falta de alimentos.

Para que essa realidade mude precisamos de contribuições mensais. Qualquer valor é importante e fará muita diferença na vida de muitas famílias.

 

A escolha geográfica do projeto se dá pelo fato de, além da nossa sede estar situada ali, termo já reconhecimento do território por trabalhos prévios ali realizados.

Temos já famílias cadastradas e mapeadas para receberem as cestas doadas, graças ao trabalho de diagnóstico do SOS Providência.

 

Portanto o dinheiro será dividido entre trabalho logístico do projeto e compra de cestas alimentares feitas pelo Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), que serão compostas por:

1Kg Batata doce 
1Kg Cebola
1Kg Açúcar Mascavo
4 Kg Arroz Branco 
2 Kg  Feijão 
2Kg Fuba 
500g  Flocão de milho
1kg de banana/ ou laranja
1kg Farinha de mandioca 
250g Café 
500 g Maçarão 
1 hortaliça

 

Temos como meta inicial o atendimento a 30 famílias, mas são muitas as famílias cadastradas que poderiam ser atendidas.

Só depende de você! Doe qualquer valor, de maneira recorrente, e vamos alimentar a quem tem fome fortificando também o trabalho dos pequenos agricultores.

 


*Referências:

http://coepbrasil.org.br/covid-dados-do-sus-revelam-vitima-padrao-do-covid-19-no-brasil-homem-pobre-e-negro/#:~:text=Das%20v%C3%ADtimas%20cuja%20cor%20foi,%E2%80%94%20que%20%C3%A9%20de%2076%25.

 

https://oglobo.globo.com/sociedade/no-brasil-coronavirus-mais-letal-entre-pretos-pardos-aponta-estudo-da-puc-24448404#:~:text=O%20resultado%20do%20levantamento%20mostra,esse%20valor%20ficou%20em%2038%25

 

Instituto Caminhantes ainda não publicou nenhuma notícia.