Publicação do Livro Aiyra e o Rio |

Publicação do Livro Aiyra e o Rio

Uma obra descolonizadora e feminista para toda a família! Com uma narrativa infanto-juvenil, similar a literatura de cordel, com xilogravuras originais.

Project by: THAIS ALESSANDRA
R$ 1.509,00
pledged
goal R$ 3.478,00

34
backers

43%
pledged

19
days to go

PAYMENTS UP TO 6 INSTALLMENTS

It's all or nothing! The goal needs to be reached until 06/10/2021 - 23:59

BY

THAIS ALESSANDRA

THAIS ALESSANDRA
R$ 10
2 MARCADORES DE PÁGINA
5 backers
Quem contribuir com R$ 10,00 ganhará 2 MARCADORES DE PÁGINAS personalizados com a arte do livro (ilustração similar a xilogravura).
R$ 20
4 MARCA PÁGINAS - com a arte do livro
5 backers
Para quem doar R$ 20,00 - Ganhará 4 MARCA PÁGINAS personalizados, com a arte do livro em ilustração similar a xilogravura. Assim que o livro for publicado!
R$ 30
1 CARTA + 1 MARCA PÁGINAS + 1 MÁSCARA
11 backers
- AGRADECIMENTO em todas as minhas REDES SOCIAIS mencionando cada doador que dará vida a essa obra. - 1 CARTA enviada pelos correios - 1 MARCA PÁGINAS personalizado com a arte do livro (ilustração similar a xilogravura) + 1 MÁSCARA BRANCA PERSONALIZADA COM A ARTE DO LIVRO (ilustração similar a xilogravura).
R$ 60
1 E-BOOK+ 1 MARCA PÁGINAS + 1 MÁSCARA
2 backers
- 1 E-BOOK DO LIVRO AIYRA E O RIO - Enviado por E-mail. - 1 MÁSCARA personalizadas com a arte do livro (ilustração similar a xilogravura). - 1 MARCA PÁGINAS personalizado com a arte do livro (ilustração similar a xilogravura).
R$ 100
1 LIVRO+ 1E-BOOK+ 5MARCA PÁG.+ 1MÁSCARA
6 backers
- 1 E-BOOK DO LIVRO AIYRA E O RIO - Enviado por E-mail. - 1 LIVRO AUTOGRAFADO - AIYRA E O RIO - 1 MÁSCARA BRANCA (CAMADA DUPLA E ELÁSTICO EM ALGODÃO CIRÚRGICO, que não machuca.) personalizadas com a arte do livro (ilustração similar a xilogravura). - 5 MARCA PÁGINAS personalizados com a arte do livro (MATERIAL - Kraft 300g) - ilustração similar a xilogravura.

44 available.
R$ 300
ALMOFADA+ CANECA+3 LIVRO&E-BOOK+2MÁSCARA
Be the first to back!
1 E-BOOK DO LIVRO AIYRA E O RIO - Enviado por E-mail. 3 LIVROS AUTOGRAFADOS - AIYRA E O RIO 2 MÁSCARAS BRANCAS (CAMADA DUPLA E ELÁSTICO EM ALGODÃO CIRÚRGICO, que não machuca.) - personalizadas com a arte do livro (ilustração similar a xilogravura). 5 MARCA PÁGINAS personalizados com a arte do livro (MATERIAL - Kraft 300g) - ilustração similar a xilogravura. 1 CANECA BRANCA DE CERÂMICA personalizada com a arte do livro (ilustração similar a xilogravura). 1 ALMOFADA (20x30cm.) personalizada com a arte do livro (ilustração similar a xilogravura).

10 available.
R$ 500
LOGO, PATROCÍNIO E 1 LIVRO AUTOGRAFADO
Be the first to back!
PATROCINADOR! Para quem doar R$ 500,00 a essa campanha, terá o direito de colocar a sua LOGOMARCA na contracapa como o patrocinador dessa obra. E, ganhará também 1 LIVRO AUTOGRAFADO por mim em agradecimento.

5 available.

Didn't find what you wanted?

Back with any value!

Sobre o projeto/histórico

  

Setor artístico cultural: Literatura/Leitura.

  

Qual é a ideia?

Aiyra e o Rio, um conto de 59 páginas; porém, contando com as alterações de diagramação e ilustrações totalizam 90 páginas. A ideia principal é que a obra tenha a minha identidade, da escrita a etapa de produção. 

 

Escolhi também, uma linguagem ilustrativa tipicamente brasileira, do Nordeste, a Xilogravura, para dar vida a essa obra infanto-juvenil, com papel reciclado para compor ainda mais a minha identidade, visando a sustentabilidade. Porém, a minha obra será escrita na modalidade literária do CONTO, não em Cordel! Porque, o Cordel tem uma métrica específica. Mas, eu escolhi a xilogravura para ilustrar a minha obra. Achei importante esclarecer!


 MOTIVAÇÕES PESSOAIS PARA PUBLICAR ESSA OBRA...

Pretendo que o seu impacto principal seja ampliar o pensamento de uma geração infanto-juvenil, para que tenham consciência da importância cultural brasileira, da xilogravura, advinda do Nordeste. Além disso, os multiplicadores que se reverberam como impactos: visibilidade da cultura afro-indígena na narrativa dessa obra, uma obra autoral e de produção descolonial, produzida por uma mulher negra.

  

Outros impactos multiplicadores:

• Gerar renda para a autora negra que a escreveu, movimentar a produção de artistas e empreendedores independentes, desde a escolha da Editora até a Revisora dessa obra.

 

 • Estimular uma leitura de produção de uma editora independente, de uma obra com características totalmente brasileira, visando também, a sustentabilidade pois o material do miolo do livro será reciclado. Além disso, é algo extremamente inovador, pois tem o design da xilogravura, do livreto, tipicamente nordestino; mas, não é escrito na métrica do cordel, mas, na linguagem de um conto. Mostrando que é possível fazer uma produção de qualidade tipicamente brasileira.

  

• Além disso, as alternativas de DEMOCRATIZAÇÃO E ACESSIBILIDADE DESSA OBRA, até aqui já apresentadas, contribuem para os impactos culturais, descolonizadores e feministas, dessa obra, que poderá reverbera na viabilidade da aprovação desse projeto.

 

 A minha identidade enquanto artista e pesquisadora é a militância de causas sociais, que visa dar voz as chamadas minorias; ao qual, também represento como mulher e negra. Portanto, desde a produção do livro, em papel reciclado, com o design de livreto e a ilustração da xilogravura tradicional feita na madeira, típica do cordel brasileiro, até a escolha de uma Editora independente e uma revisora também feminina. Tudo isso, compõe essa obra, de minha autoria, denominada Aiyra e o Rio, que tem por pretensão dar visibilidade a questões sociais em sua narrativa, também por meio de uma linguagem descolonizadora e feminista, que traz visibilidade a população indígena, "carregando" também em sua narrativa denúncias contra o preconceito a patologias mentais como a bipolaridade, denúncias de abusos patriarcais, coloniais e machistas, além de ampliar a consciência de respeito a natureza, em uma linguagem infanto-juvenil, destinada a toda a família.

 

 Aiyra e o Rio também visa estimular a produção literária feminina, desde a escritora, a revisora, e a editora, todas são mulheres a frente desse projeto literário.

 

 A ACESSIBILIDADE E DEMOCRATIZAÇÃO: Também pretendo fornecer um texto em fonte ampliada para ter um formato mais acessível. As obras publicadas, 300 exemplares, serão destinadas a manutenção da minha renda pessoal. Porém, venderei a preço popular, facilitando o acesso à cultura também, R$ 25,00 cada unidade sem o frete, pois pretendo vender para todo o Brasil.

 

 CONHEÇA UM POUCO DA MINHA HISTÓRIA!

THAIS ALESSANDRA – Escritora e artista de múltiplas linguagens. Tenho um histórico de premiações, desde a Antologia da Editora Trevo de 2020, a uma Bienal em 2019. Ou seja, levo a arte muito a sério! E o meu trabalho já reconhecido com essas premiações alcançadas. Em 2018, ganhei também um reconhecimento pelo Cinema em Redes Nacional devido ao meu curta-documentário sobre palhaçaria e feminismo. Tenho uma múltipla linguagem como artista e uma caminhada longa como artista. E, por isso, tenho um compromisso com o sucesso dessa obra, Aiyra e o Rio.

 

Quer saber mais sobre o meu trabalho? Acesse o meu portfólio e a minha minibiografia: https://linktr.ee/thais.alessandra_

 

 CONHEÇA UM POUCO DA HISTÓRIA DE AIYRA E O RIO!

  

 No primeiro capítulo, O Silêncio Barulhento de Uaçá, é marcado pela amizade entre a Aiyra e o rio Uaçá, quando ela é ensinada a ouvir o silêncio desse rio pelo seu pai, grande pescador, que disse: - “O silêncio é muito barulhento, aprenda a ouvi-lo”. E, a partir daí, sempre que possível, Aiyra pedia ao seu pai para levá-la em suas pescarias, só para escutar o silêncio de Uaçá. Era a brincadeira preferida dela, desde os cinco anos de idade, quando ela aprendeu a escutar o silêncio através desse rio; e, desde então, se tornou a melhor amiga de Uaçá. Eram tão íntimos, que só de vê-lo, ela o sentia, se ele estava bravo, manso ou arredio.

  

Ainda no primeiro capítulo:

  

Aiyra aprendeu que todos nós somos parte da natureza, e que ela é a nossa amiga; aprendeu também, sobre os costumes das mulheres da sua tribo Zo’é, sobre a sabedoria ancestral e os ensinamentos do Cacique Ajuricaba, homem mais velho e por isso o mais respeitado da sua tribo.

  

Aiyra também teve que aprender a lidar com algumas decepções e com uma dor até então desconhecida, o racismo estrutural, que aos oito anos de idade roubou um pedaço da sua infância; uma vez que, na vida teremos uma única oportunidade para sermos crianças, e, como adultos, teremos o resto da nossa existência. Além disso, o racismo que ela sofreu, também abriu uma grande ferida em seu coração. E, a fez questionar: - “por que não posso ser quem eu sou nesse mundo?”.

  

Quer saber mais? Ajude a publicar essa obra, e terá acesso as 90 páginas na íntegra!

 

 Objetivos do financiamento coletivo

TRANSPARÊNCIA:

 

 O que já foi feito?

Até agora, redigi esse livro todo pra você! E, registrei a autoria da obra Aiyra e o Rio sob as penas da Lei 9.610/98 (Lei de Direitos Autorais), além de ter feito orçamentos na Editora e com a REVISORA Mariana Alves Santiago. FALTA APENAS PUBLICAR ESSA OBRA! AJUDE-ME!

  

O que será realizado com a grana? Por que ela é importante?

Ela cobrirá as seguintes despesas desse livro: REVISÃO, DIAGRAMAÇÃO, ISBN + CÓDIGOS DE BARRAS, FICHA CATALOGRÁFICA, ILUSTRAÇÕES EM XILOGRAVURAS OU EM ESTILO XILO.

  

Custos

Quais são os custos do projeto?

 

Exemplares - 300        
 Páginas - 90        
Diagramação - R$ 80,00
         
ISBN + Código de Barras - R$ 70,00
          Correios - R$ 214,00        

 

Ficha Catalográfica - R$ 130,00

    Valor UND R$ 7,00         Valor R$ 1.350,00         Total: R$ 1.640,00         + Arte Capa / miolo Xilogravura R$ 500,00         =  R$ 2.140,00     

 

  + Revisão - R$ 327,67      

 

VALOR TOTAL DO PROJETO : R$ 2.467,67  

  

           

VALOR TOTAL DO PROJETO + A CAMPANHA DA BENFEITORIA: 

 

Custo total do projeto: R$ 2.468,00 + Custo de divulgação - R$ 521,76 + extras: 5% - R$ 123,40

Comissão da Benfeitoria + taxa financeira: 10.5%

 

 

= Meta 1 - Tudo ou nada

R$3.478,00

     

 

  

Preciso do seu apoio! 

 Cada apoio e divulgação fará a diferença! 

DOE O QUANTO PUDER! 

 

Mostre que você também acredita nessa obra e abraça as causas que ela propaga. Ajude-me a publicar esse livro! Faça a diferença na minha vida e na vida de todas as mulheres que essa obra envolve, desde a escritora, a revisora até a editora. Colabore!

 

JGDeG7P.jpg

NOTAS DE ESCLARECIMENTOS:

TRANSPARÊNCIA E ÉTICA EM TODO O PROCESSO!


  • Apoie no BOLETO ou CARTÃO, o PIX está dando problemas para algumas pessoas.


  • AS RECOMPENSAS SERÃO ENTREGUES SOMENTE APÓS A PUBLICAÇÃO DO LIVRO, PORQUE DEPENDO DO PROCESSO DA EDITORAÇÃO, DA REVISÃO E DA ARTE EM XILOGRAVURA, PARA DEPOIS IMPRIMIR A ARTE DO LIVRO NAS MÁSCARAS, CANECAS E MARCADORES DE TEXTOS.


APOIO DA REVISTA ÁFRICA E AFRICANIDADES

Em: 16/09/2021 22:55



Agradeço a Revista @africaeafricanidades

de @nagilaoliveiradossantos pelo apoio a campanha de financiamento coletivo que estou realizando para a publicação da minha obra, e pelo espaço concedido para falarmos sobre o meu livro AIYRA E O RIO e às causas que abarcam essa obra.

.

.

.

Live: SÁBADO, DIA 18 DE SETEMBRO, às 16h00.

Local: @africaeafricanidades

.

.

Quem quiser apoiar:

LINK IN BIO. 

.

.

.

Minibiografia:

Comunicóloga, Bacharel em Publicidade e Propaganda pela Universidade Estácio de Sá de Belo Horizonte - MG (2010), Cineasta pela Escola de Cinema Livre de Belo Horizonte ? MG (conclusão do 1o módulo em 2016 ? 90h) e Mestra em Artes Cênicas pela Universidade Federal de Ouro Preto - MG (2020), pesquisadora da Palavra (Per)formada (2020).

.

Fundadora do Coletivo Cirandar - Comunicação e Marketing (2010). Projeto autoral:

http://cirandacomunicacaoemarketing.blogspot.com/ 

.

Escritora, Artivista (uso a criação artística como forma de defender causas, militâncias sociais, ideais, entre outros) e artista de múltiplas linguagens. Portfólio:

https://linktr.ee/thais.alessandra_ 

.

Biografia: https://orcid.org/0000-0002-1450-1207 


#TRAZMAISUM

Em: 08/09/2021 16:47




#trazmaisum foi a forma que encontrei de pedir a todos os meus amigos que tragam mais um APOIADOR.


Tenho apenas 28 dias para alcançar a META 1! Se eu não alcançar essa META de R$ 3.428,00, a benfeitoria estornará o dinheiro a todos que colaboraram e eu não terei como investir nessa publicação.


Peço a todos os amigos, #trazmaisum !


Todo que até agora colaboraram com essa causa, que se identificam com essa obra descolonizadora e feminista, e com todas as causas que esse livro abarca, desde questões afro-indígenas, o consumo consciente, preconceitos contra patologias mentais, o racismo estrutural, o patriarcado, e outras. Além disso, as ilustrações em estilo xilogravura e todas as questões que abarcam essa causa merecem esse empenho de todos nós; afinal, esse livro SERÁ DE TODOS NÓS!




Me ajudem!


.

.

.

Imagens usadas nesse layout: BANCO DE IMAGENS. NÃO SÃO AS ORIGINAIS DA MINHA OBRA! Caso alguém reconheça o autor (a) dessas imagens, favor me informar! Pois, não confio plenamente nesses banco de imagens.


Apoio do Salão Raizesse de Belo Horizonte MG

Em: 03/09/2021 18:33




Agradeço a @mabelgarciaoficia do salão @raizesse de Belo Horizonte. Obrigada pelo apoio e incentivo a Literatura Feminina e Negra.

.

.

Agradeço em nome do meu livro AIYRA E RIO, que em breve será publicado!

.

.

.

Quem quiser ajudar também,

LINK IN BIO!?

.

.

.

AIYRA E O RIO:

Literatura afro-indígena, infanto-juvenil, descolonizadora e feminista, sobre Aiyra que significa aquela que não tem dono, seu melhor amigo UAÇÁ, um rio que corre lá na Amazônia. Espero poder em breve publicar essa obra com ilustrações em estilo xilogravura.

.

.

.

Acredite nos seus sonhos você também!?

.

.

.

#escritora #parcerias #patrocínio #benfeitoria #crowdfunding #campanhadefinanciamentocoletivo #financiamentocoletivo #literatura #literaturabrasileira #literaturafeminista #literaturanegra #conto #xilogravura


Esclarecimento

Em: 26/08/2021 15:56

Boa tarde a todos!


Estou em busca de outra Editora para publicar o meu livro. Aguardando novas propostas e orçamentos. Em breve trarei boas novas!


NOTA DE ESCLARECIMENTO

Em: 23/08/2021 12:30

Pessoal, bom dia! Algumas pessoas estão apoiando a campanha e encontrando dificuldades com o pagamento em PIX.

.

.

.

Se esse for o seu caso, peço a gentileza de não desistirem de me apoiar, apenas mude para a opção BOLETO. Por favor!

.

.

.

.

.

.

Outro esclarecimento, as imagens que estou usando são de banco de imagens gratuitos, não de autoria do meu livro. Caso alguém tenha identificado que tem um autor, me avise, pois é importante valorizar o artista. Pois, esses banco de imagens não são completamente confiáveis!

.

.

.

Outra coisa importante, a minha obra será escrita na modalidade literária do conto, não em Cordel, pois o Cordel tem uma métrica específica. Porém, eu escolhi a xilogravura para ilustrar a minha obra, direto da @editora_cordelaria_castro . Ok? Achei importante esclarecer!

..

.

Agradeço a compreensão de todos!

.

#benfeitoria #crowdfunding #campanhadefinanciamentocoletivo #escritoranegra #escritora


ACRESCENTEI MAIS RECOMPENSAS!

Em: 21/08/2021 13:41

ACRESCENTEI MAIS RECOMPENSAS PARA AQUELES QUE COLABORAREM COM ESSA CAMPANHA, desde o valor de R$10,00. Tá incrível!

.

.

.

ME AJUDE A PUBLICAR O LIVRO AUTORAL AIYRA E O RIO.

.

.

.

Para aqueles que quiserem colaborar, deixei o link disponível:

.

https://benfeitoria.com/publicarlivrocordelaiyraeorio...

.

TORNE ESSA ESCRITA UMA OBRA PUBLICADA PARA A LEITURA INFANTO-JUVENIL E REFLEXÕES PARA TODA A SUA FAMÍLIA.

.

.

.

Revisora @marisantiago_

Editora @editora_cordelaria_castro

#campanhadefinanciamentocoletivo #benfeitoria @benfeitores #financiamentocoletivo #crowdfunding #escritoranegra #escritora #artistanegraemmovimento


Sobre o projeto/histórico

  

Setor artístico cultural: Literatura/Leitura.

  

Qual é a ideia?

Aiyra e o Rio, um conto de 59 páginas; porém, contando com as alterações de diagramação e ilustrações totalizam 90 páginas. A ideia principal é que a obra tenha a minha identidade, da escrita a etapa de produção. 

 

Escolhi também, uma linguagem ilustrativa tipicamente brasileira, do Nordeste, a Xilogravura, para dar vida a essa obra infanto-juvenil, com papel reciclado para compor ainda mais a minha identidade, visando a sustentabilidade. Porém, a minha obra será escrita na modalidade literária do CONTO, não em Cordel! Porque, o Cordel tem uma métrica específica. Mas, eu escolhi a xilogravura para ilustrar a minha obra. Achei importante esclarecer!


 MOTIVAÇÕES PESSOAIS PARA PUBLICAR ESSA OBRA...

Pretendo que o seu impacto principal seja ampliar o pensamento de uma geração infanto-juvenil, para que tenham consciência da importância cultural brasileira, da xilogravura, advinda do Nordeste. Além disso, os multiplicadores que se reverberam como impactos: visibilidade da cultura afro-indígena na narrativa dessa obra, uma obra autoral e de produção descolonial, produzida por uma mulher negra.

  

Outros impactos multiplicadores:

• Gerar renda para a autora negra que a escreveu, movimentar a produção de artistas e empreendedores independentes, desde a escolha da Editora até a Revisora dessa obra.

 

 • Estimular uma leitura de produção de uma editora independente, de uma obra com características totalmente brasileira, visando também, a sustentabilidade pois o material do miolo do livro será reciclado. Além disso, é algo extremamente inovador, pois tem o design da xilogravura, do livreto, tipicamente nordestino; mas, não é escrito na métrica do cordel, mas, na linguagem de um conto. Mostrando que é possível fazer uma produção de qualidade tipicamente brasileira.

  

• Além disso, as alternativas de DEMOCRATIZAÇÃO E ACESSIBILIDADE DESSA OBRA, até aqui já apresentadas, contribuem para os impactos culturais, descolonizadores e feministas, dessa obra, que poderá reverbera na viabilidade da aprovação desse projeto.

 

 A minha identidade enquanto artista e pesquisadora é a militância de causas sociais, que visa dar voz as chamadas minorias; ao qual, também represento como mulher e negra. Portanto, desde a produção do livro, em papel reciclado, com o design de livreto e a ilustração da xilogravura tradicional feita na madeira, típica do cordel brasileiro, até a escolha de uma Editora independente e uma revisora também feminina. Tudo isso, compõe essa obra, de minha autoria, denominada Aiyra e o Rio, que tem por pretensão dar visibilidade a questões sociais em sua narrativa, também por meio de uma linguagem descolonizadora e feminista, que traz visibilidade a população indígena, "carregando" também em sua narrativa denúncias contra o preconceito a patologias mentais como a bipolaridade, denúncias de abusos patriarcais, coloniais e machistas, além de ampliar a consciência de respeito a natureza, em uma linguagem infanto-juvenil, destinada a toda a família.

 

 Aiyra e o Rio também visa estimular a produção literária feminina, desde a escritora, a revisora, e a editora, todas são mulheres a frente desse projeto literário.

 

 A ACESSIBILIDADE E DEMOCRATIZAÇÃO: Também pretendo fornecer um texto em fonte ampliada para ter um formato mais acessível. As obras publicadas, 300 exemplares, serão destinadas a manutenção da minha renda pessoal. Porém, venderei a preço popular, facilitando o acesso à cultura também, R$ 25,00 cada unidade sem o frete, pois pretendo vender para todo o Brasil.

 

 CONHEÇA UM POUCO DA MINHA HISTÓRIA!

THAIS ALESSANDRA – Escritora e artista de múltiplas linguagens. Tenho um histórico de premiações, desde a Antologia da Editora Trevo de 2020, a uma Bienal em 2019. Ou seja, levo a arte muito a sério! E o meu trabalho já reconhecido com essas premiações alcançadas. Em 2018, ganhei também um reconhecimento pelo Cinema em Redes Nacional devido ao meu curta-documentário sobre palhaçaria e feminismo. Tenho uma múltipla linguagem como artista e uma caminhada longa como artista. E, por isso, tenho um compromisso com o sucesso dessa obra, Aiyra e o Rio.

 

Quer saber mais sobre o meu trabalho? Acesse o meu portfólio e a minha minibiografia: https://linktr.ee/thais.alessandra_

 

 CONHEÇA UM POUCO DA HISTÓRIA DE AIYRA E O RIO!

  

 No primeiro capítulo, O Silêncio Barulhento de Uaçá, é marcado pela amizade entre a Aiyra e o rio Uaçá, quando ela é ensinada a ouvir o silêncio desse rio pelo seu pai, grande pescador, que disse: - “O silêncio é muito barulhento, aprenda a ouvi-lo”. E, a partir daí, sempre que possível, Aiyra pedia ao seu pai para levá-la em suas pescarias, só para escutar o silêncio de Uaçá. Era a brincadeira preferida dela, desde os cinco anos de idade, quando ela aprendeu a escutar o silêncio através desse rio; e, desde então, se tornou a melhor amiga de Uaçá. Eram tão íntimos, que só de vê-lo, ela o sentia, se ele estava bravo, manso ou arredio.

  

Ainda no primeiro capítulo:

  

Aiyra aprendeu que todos nós somos parte da natureza, e que ela é a nossa amiga; aprendeu também, sobre os costumes das mulheres da sua tribo Zo’é, sobre a sabedoria ancestral e os ensinamentos do Cacique Ajuricaba, homem mais velho e por isso o mais respeitado da sua tribo.

  

Aiyra também teve que aprender a lidar com algumas decepções e com uma dor até então desconhecida, o racismo estrutural, que aos oito anos de idade roubou um pedaço da sua infância; uma vez que, na vida teremos uma única oportunidade para sermos crianças, e, como adultos, teremos o resto da nossa existência. Além disso, o racismo que ela sofreu, também abriu uma grande ferida em seu coração. E, a fez questionar: - “por que não posso ser quem eu sou nesse mundo?”.

  

Quer saber mais? Ajude a publicar essa obra, e terá acesso as 90 páginas na íntegra!

 

 Objetivos do financiamento coletivo

TRANSPARÊNCIA:

 

 O que já foi feito?

Até agora, redigi esse livro todo pra você! E, registrei a autoria da obra Aiyra e o Rio sob as penas da Lei 9.610/98 (Lei de Direitos Autorais), além de ter feito orçamentos na Editora e com a REVISORA Mariana Alves Santiago. FALTA APENAS PUBLICAR ESSA OBRA! AJUDE-ME!

  

O que será realizado com a grana? Por que ela é importante?

Ela cobrirá as seguintes despesas desse livro: REVISÃO, DIAGRAMAÇÃO, ISBN + CÓDIGOS DE BARRAS, FICHA CATALOGRÁFICA, ILUSTRAÇÕES EM XILOGRAVURAS OU EM ESTILO XILO.

  

Custos

Quais são os custos do projeto?

 

Exemplares - 300        
 Páginas - 90        
Diagramação - R$ 80,00
         
ISBN + Código de Barras - R$ 70,00
          Correios - R$ 214,00        

 

Ficha Catalográfica - R$ 130,00

    Valor UND R$ 7,00         Valor R$ 1.350,00         Total: R$ 1.640,00         + Arte Capa / miolo Xilogravura R$ 500,00         =  R$ 2.140,00     

 

  + Revisão - R$ 327,67      

 

VALOR TOTAL DO PROJETO : R$ 2.467,67  

  

           

VALOR TOTAL DO PROJETO + A CAMPANHA DA BENFEITORIA: 

 

Custo total do projeto: R$ 2.468,00 + Custo de divulgação - R$ 521,76 + extras: 5% - R$ 123,40

Comissão da Benfeitoria + taxa financeira: 10.5%

 

 

= Meta 1 - Tudo ou nada

R$3.478,00

     

 

  

Preciso do seu apoio! 

 Cada apoio e divulgação fará a diferença! 

DOE O QUANTO PUDER! 

 

Mostre que você também acredita nessa obra e abraça as causas que ela propaga. Ajude-me a publicar esse livro! Faça a diferença na minha vida e na vida de todas as mulheres que essa obra envolve, desde a escritora, a revisora até a editora. Colabore!

 

JGDeG7P.jpg

NOTAS DE ESCLARECIMENTOS:

TRANSPARÊNCIA E ÉTICA EM TODO O PROCESSO!


  • Apoie no BOLETO ou CARTÃO, o PIX está dando problemas para algumas pessoas.


  • AS RECOMPENSAS SERÃO ENTREGUES SOMENTE APÓS A PUBLICAÇÃO DO LIVRO, PORQUE DEPENDO DO PROCESSO DA EDITORAÇÃO, DA REVISÃO E DA ARTE EM XILOGRAVURA, PARA DEPOIS IMPRIMIR A ARTE DO LIVRO NAS MÁSCARAS, CANECAS E MARCADORES DE TEXTOS.


APOIO DA REVISTA ÁFRICA E AFRICANIDADES

Em: 16/09/2021 22:55



Agradeço a Revista @africaeafricanidades

de @nagilaoliveiradossantos pelo apoio a campanha de financiamento coletivo que estou realizando para a publicação da minha obra, e pelo espaço concedido para falarmos sobre o meu livro AIYRA E O RIO e às causas que abarcam essa obra.

.

.

.

Live: SÁBADO, DIA 18 DE SETEMBRO, às 16h00.

Local: @africaeafricanidades

.

.

Quem quiser apoiar:

LINK IN BIO. 

.

.

.

Minibiografia:

Comunicóloga, Bacharel em Publicidade e Propaganda pela Universidade Estácio de Sá de Belo Horizonte - MG (2010), Cineasta pela Escola de Cinema Livre de Belo Horizonte ? MG (conclusão do 1o módulo em 2016 ? 90h) e Mestra em Artes Cênicas pela Universidade Federal de Ouro Preto - MG (2020), pesquisadora da Palavra (Per)formada (2020).

.

Fundadora do Coletivo Cirandar - Comunicação e Marketing (2010). Projeto autoral:

http://cirandacomunicacaoemarketing.blogspot.com/ 

.

Escritora, Artivista (uso a criação artística como forma de defender causas, militâncias sociais, ideais, entre outros) e artista de múltiplas linguagens. Portfólio:

https://linktr.ee/thais.alessandra_ 

.

Biografia: https://orcid.org/0000-0002-1450-1207 


#TRAZMAISUM

Em: 08/09/2021 16:47




#trazmaisum foi a forma que encontrei de pedir a todos os meus amigos que tragam mais um APOIADOR.


Tenho apenas 28 dias para alcançar a META 1! Se eu não alcançar essa META de R$ 3.428,00, a benfeitoria estornará o dinheiro a todos que colaboraram e eu não terei como investir nessa publicação.


Peço a todos os amigos, #trazmaisum !


Todo que até agora colaboraram com essa causa, que se identificam com essa obra descolonizadora e feminista, e com todas as causas que esse livro abarca, desde questões afro-indígenas, o consumo consciente, preconceitos contra patologias mentais, o racismo estrutural, o patriarcado, e outras. Além disso, as ilustrações em estilo xilogravura e todas as questões que abarcam essa causa merecem esse empenho de todos nós; afinal, esse livro SERÁ DE TODOS NÓS!




Me ajudem!


.

.

.

Imagens usadas nesse layout: BANCO DE IMAGENS. NÃO SÃO AS ORIGINAIS DA MINHA OBRA! Caso alguém reconheça o autor (a) dessas imagens, favor me informar! Pois, não confio plenamente nesses banco de imagens.


Apoio do Salão Raizesse de Belo Horizonte MG

Em: 03/09/2021 18:33




Agradeço a @mabelgarciaoficia do salão @raizesse de Belo Horizonte. Obrigada pelo apoio e incentivo a Literatura Feminina e Negra.

.

.

Agradeço em nome do meu livro AIYRA E RIO, que em breve será publicado!

.

.

.

Quem quiser ajudar também,

LINK IN BIO!?

.

.

.

AIYRA E O RIO:

Literatura afro-indígena, infanto-juvenil, descolonizadora e feminista, sobre Aiyra que significa aquela que não tem dono, seu melhor amigo UAÇÁ, um rio que corre lá na Amazônia. Espero poder em breve publicar essa obra com ilustrações em estilo xilogravura.

.

.

.

Acredite nos seus sonhos você também!?

.

.

.

#escritora #parcerias #patrocínio #benfeitoria #crowdfunding #campanhadefinanciamentocoletivo #financiamentocoletivo #literatura #literaturabrasileira #literaturafeminista #literaturanegra #conto #xilogravura


Esclarecimento

Em: 26/08/2021 15:56

Boa tarde a todos!


Estou em busca de outra Editora para publicar o meu livro. Aguardando novas propostas e orçamentos. Em breve trarei boas novas!


NOTA DE ESCLARECIMENTO

Em: 23/08/2021 12:30

Pessoal, bom dia! Algumas pessoas estão apoiando a campanha e encontrando dificuldades com o pagamento em PIX.

.

.

.

Se esse for o seu caso, peço a gentileza de não desistirem de me apoiar, apenas mude para a opção BOLETO. Por favor!

.

.

.

.

.

.

Outro esclarecimento, as imagens que estou usando são de banco de imagens gratuitos, não de autoria do meu livro. Caso alguém tenha identificado que tem um autor, me avise, pois é importante valorizar o artista. Pois, esses banco de imagens não são completamente confiáveis!

.

.

.

Outra coisa importante, a minha obra será escrita na modalidade literária do conto, não em Cordel, pois o Cordel tem uma métrica específica. Porém, eu escolhi a xilogravura para ilustrar a minha obra, direto da @editora_cordelaria_castro . Ok? Achei importante esclarecer!

..

.

Agradeço a compreensão de todos!

.

#benfeitoria #crowdfunding #campanhadefinanciamentocoletivo #escritoranegra #escritora


ACRESCENTEI MAIS RECOMPENSAS!

Em: 21/08/2021 13:41

ACRESCENTEI MAIS RECOMPENSAS PARA AQUELES QUE COLABORAREM COM ESSA CAMPANHA, desde o valor de R$10,00. Tá incrível!

.

.

.

ME AJUDE A PUBLICAR O LIVRO AUTORAL AIYRA E O RIO.

.

.

.

Para aqueles que quiserem colaborar, deixei o link disponível:

.

https://benfeitoria.com/publicarlivrocordelaiyraeorio...

.

TORNE ESSA ESCRITA UMA OBRA PUBLICADA PARA A LEITURA INFANTO-JUVENIL E REFLEXÕES PARA TODA A SUA FAMÍLIA.

.

.

.

Revisora @marisantiago_

Editora @editora_cordelaria_castro

#campanhadefinanciamentocoletivo #benfeitoria @benfeitores #financiamentocoletivo #crowdfunding #escritoranegra #escritora #artistanegraemmovimento