Quem Tem Medo de Travesti |

Quem Tem Medo de Travesti

Em tempos de certezas nefastas, o Coletivo Artístico As Travestidas chega de Fortaleza para dividir com o público carioca o questionamento que dá título à

Projeto por: Quintal Rio Produções Artísticas
R$ 70.930,00
arrecadado
meta R$ 65.912,00

94 benfeitores
apoiaram essa campanha

Conseguimos \o/

Obrigado a todos os Benfeitores por mais um projeto bem sucedido. Agora, acompanhe as novidades e comentários do projeto.

POR

Quintal Rio Produções Artísticas

Quintal Rio Produções Artísticas

R$ 20
Abalou!
4 benfeitores apoiando
*Agradecimento babadeiro nas páginas da Quintal e das Travestidas* Lembra daquelas cartinhas que a Xuxa recebia, que formavam um rolo enorme? Pois é... a ideia aqui é fazer aquelas cartinhas parecerem bilhetinho em guardanapo de boteco. Vamos juntos baixinhxs preencher um rolo virtual com centenas de milhares de nomes lindos de apoiadores maravilhosos!
R$ 35
Me joga na parede
12 benfeitores apoiando
*Poster A3 com a arte da peça* Pra você colocar entre o poster do Pulp Fiction e o quadro da Frida!

388 disponíveis.
R$ 45
Nossa história
7 benfeitores apoiando
*Catálogo do Coletivo autografado* Belíssimo catálogo do Coletivo! Nele você vai encontrar as fotos de todas antes da fama bem como as assinaturas de depois da fama! =O

93 disponíveis.
R$ 50
Late que eu to passando
17 benfeitores apoiando
*Ingresso para a peça* Meu amor, eu não vou nem pegar fila porque eu já garanti minha entrada! Bjs

609 disponíveis.
R$ 100
Consciente e militante
14 benfeitores apoiando
*Ecobag+broche* Pra você desfilar na feira de orgânicos ou no mundial afrontando quem tem medo de travesti!

86 disponíveis.
R$ 120
Bem vestidinha
14 benfeitores apoiando
*Camiseta com a arte da peça* Sabe aquela camiseta do Rock in Rio com a frase "Eu fui"? Essa é tipo aquela, mas sem ser cafona EEEEEITA

285 disponíveis.
R$ 150
Familia tradicional brasileira
4 benfeitores apoiando
*Foto com o elenco montado* Um fotógrafo pofissa vai registrar você e esse elenco avassalador pra você colocar junto com os porta retratos da sua avó!

96 disponíveis.
R$ 350
Recompensa não! Reward Rayo Laser
4 benfeitores apoiando
*Oficina de montação com o grupo* - A gente vai quebrar sua cara! - Se vocês quebrarem minha cara, eu quebro a de vocês!!! -Ah beesha doida! É quebrar com maquiagem.... dar um truque aqui outro acolá!!! =D

26 disponíveis.
R$ 1.000
E zaga e teile
3 benfeitores apoiando
*Show fechado com Gisele Almodovar, Mulher Barbada e Verònica Valenttino* Você e mais três acompanhantes vão desfrutar de um show exclusivo dessas três divas da noitch!! Por gentileza, celulares dentro sacolinhas plásticas na entrada... Aloka!!!

17 disponíveis.
R$ 2.500
Tudo que é bom acaba
2 benfeitores apoiando
*Jantar com o elenco da peça* Para encerrar a temporada do QTMT, o elenco vai oferecer um jantar com comidas típicas do Ceará e uma bebidinha porque ninguém é de ferro! Dá pra aproveitar e descobrir os segredos de bastidores...

8 disponíveis.

O espetáculo é fruto da pesquisa continuada do Coletivo acerca do universo "T" no Brasil e retrata a exclusão, decadência e violência presentes no cotidiano dessa população. Ao subverter estas tristes histórias, a obra objetiva também ressaltar as narrativas de superação e transformação, bem como ampliar essa investigação promovendo um estudo acerca da artesania dessa travestilidade e a valoração do ator-transformista e da criação do conceito, em teatro, da criação/persona como alter-ego do artista

O Brasil é líder mundial no ranking de assassinatos a pessoas LGBTQ. Em 2018, de acordo com pesquisa divulgada pelo Grupo Gay da Bahia, foram registrados 347 casos no território brasileiro. Diante dessa estatística brutal, faz-se urgente e necessário buscar ferramentas que possibilitem, senão erradicar, minimamente alertar para a barbárie e o preconceito que versam sobre a diversidade sexual e as identidades de gênero.

O Coletivo As Travestidas atua há mais de 15 anos na cidade de Fortaleza. Seu idealizador é o ator e dramaturgo Silvero Pereira, que em 2002 estreou o espetáculo Uma Flor de Dama, inspirado no conto de Caio F. Abreu e, dali em diante, construiu com As Travestidas uma trajetória primorosa, que serve de referência para dezenas de grupos de todo o Brasil, se consagrando como um dos coletivos mais importantes no que se refere as discussões das temáticas de gênero, sendo o trabalho de maior sucesso o monólogo estrelado pelo seu fundador, intitulado BR-TRANS (indicado a vários prêmios no Brasil, com temporadas de sucesso no eixo Rio/SP), mas também em muitas capitais e países como Alemanha e EUA.

O trabalho do Coletivo As Travestidas, nos campos da travestilidade, transformismo e transexualidade, tem permitido dimensionar a urgência de visibilizar o universo trans, especialmente no teatro. A singularidade do repertório está toda estruturada em um acervo pessoal, documental e ficcional, feito pelo ator e pesquisador Silvero Pereira e demais integrantes do grupo, sejam atores, figurinistas e/ou maquiadores, que têm na pesquisa trans seu principal objeto de estudo e inspiração há muitos anos.

 

Parece-nos relevante e urgente que possamos criar espaços dialógicos e de trocas múltiplas sobre a questão das liberdades individuais, partindo do pressuposto que o teatro é a mais política das artes. Cientes dessa importância é que temos dado continuidade às pesquisas relacionadas às temáticas de gênero como um caminho para a reflexão acerca do sujeito na contem­poraneidade e seus extremos enquanto tempo, liberdade e espaço.

 

 

https://www.instagram.com/quintalrio/

https://www.instagram.com/astravestidas/

https://www.facebook.com/quintalproducoes.com.br/

https://www.facebook.com/coletivoastravestidas/


Despesas do Projeto

 

 

 

O espetáculo é fruto da pesquisa continuada do Coletivo acerca do universo "T" no Brasil e retrata a exclusão, decadência e violência presentes no cotidiano dessa população. Ao subverter estas tristes histórias, a obra objetiva também ressaltar as narrativas de superação e transformação, bem como ampliar essa investigação promovendo um estudo acerca da artesania dessa travestilidade e a valoração do ator-transformista e da criação do conceito, em teatro, da criação/persona como alter-ego do artista

O Brasil é líder mundial no ranking de assassinatos a pessoas LGBTQ. Em 2018, de acordo com pesquisa divulgada pelo Grupo Gay da Bahia, foram registrados 347 casos no território brasileiro. Diante dessa estatística brutal, faz-se urgente e necessário buscar ferramentas que possibilitem, senão erradicar, minimamente alertar para a barbárie e o preconceito que versam sobre a diversidade sexual e as identidades de gênero.

O Coletivo As Travestidas atua há mais de 15 anos na cidade de Fortaleza. Seu idealizador é o ator e dramaturgo Silvero Pereira, que em 2002 estreou o espetáculo Uma Flor de Dama, inspirado no conto de Caio F. Abreu e, dali em diante, construiu com As Travestidas uma trajetória primorosa, que serve de referência para dezenas de grupos de todo o Brasil, se consagrando como um dos coletivos mais importantes no que se refere as discussões das temáticas de gênero, sendo o trabalho de maior sucesso o monólogo estrelado pelo seu fundador, intitulado BR-TRANS (indicado a vários prêmios no Brasil, com temporadas de sucesso no eixo Rio/SP), mas também em muitas capitais e países como Alemanha e EUA.

O trabalho do Coletivo As Travestidas, nos campos da travestilidade, transformismo e transexualidade, tem permitido dimensionar a urgência de visibilizar o universo trans, especialmente no teatro. A singularidade do repertório está toda estruturada em um acervo pessoal, documental e ficcional, feito pelo ator e pesquisador Silvero Pereira e demais integrantes do grupo, sejam atores, figurinistas e/ou maquiadores, que têm na pesquisa trans seu principal objeto de estudo e inspiração há muitos anos.

 

Parece-nos relevante e urgente que possamos criar espaços dialógicos e de trocas múltiplas sobre a questão das liberdades individuais, partindo do pressuposto que o teatro é a mais política das artes. Cientes dessa importância é que temos dado continuidade às pesquisas relacionadas às temáticas de gênero como um caminho para a reflexão acerca do sujeito na contem­poraneidade e seus extremos enquanto tempo, liberdade e espaço.

 

 

https://www.instagram.com/quintalrio/

https://www.instagram.com/astravestidas/

https://www.facebook.com/quintalproducoes.com.br/

https://www.facebook.com/coletivoastravestidas/


Despesas do Projeto

 

 

 

Quintal Rio Produções Artísticas ainda não publicou nenhuma notícia.