[RJ] Sabores e cuidados na Maré |

[RJ] Sabores e cuidados na Maré

Faça a diferença na vida de pessoas em situação de rua que vivem no conjunto de 16 favelas da Maré. Ajude a Casa das Mulheres da Maré!

Projeto por: Redes da Maré
R$ 36.390,00
arrecadado
meta R$ 30.000,00

80 benfeitores
apoiaram essa campanha

Conseguimos \o/

Obrigado a todos os Benfeitores por mais um projeto bem sucedido. Agora, acompanhe as novidades e comentários do projeto.


POR

Redes da Maré

Redes da Maré
R$ 20
Relatório de atividades Casa das Mulhere
5 benfeitores apoiando
Relatório das ações desenvolvidas pela Casa das Mulheres da Maré.
R$ 50
Relatório de atividades Casa das Mulhere
5 benfeitores apoiando
Relatório das ações desenvolvidas pela Casa das Mulheres da Maré.
R$ 80
Relatório de atividades Casa das Mulhere
1 benfeitor apoiando
Relatório das ações desenvolvidas pela Casa das Mulheres da Maré.
R$ 100
Relatório de atividades Casa das Mulhere
14 benfeitores apoiando
Relatório das ações desenvolvidas pela Casa das Mulheres da Maré.
R$ 200
Relatório de atividades Casa das Mulhere
5 benfeitores apoiando
Relatório das ações desenvolvidas pela Casa das Mulheres da Maré.
R$ 300
Relatório de atividades Casa das Mulhere
4 benfeitores apoiando
Relatório das ações desenvolvidas pela Casa das Mulheres da Maré.
R$ 500
Relatório de atividades Casa das Mulhere
Seja o primeiro a apoiar!
Relatório das ações desenvolvidas pela Casa das Mulheres da Maré.
R$ 1.000
Relatório de atividades Casa das Mulhere
Seja o primeiro a apoiar!
Relatório das ações desenvolvidas pela Casa das Mulheres da Maré.
R$ 3.000
Relatório de atividades Casa das Mulhere
Seja o primeiro a apoiar!
Relatório das ações desenvolvidas pela Casa das Mulheres da Maré.

Sabores e cuidados: Mulheres na produção de refeições diárias para pessoas em situação de rua na Maré” cuida da realização e distribuição de pelo menos 200 refeições/dia, cerca de 6.000/mês, para pessoas em situação de rua na Maré. Esta ação gera ainda trabalho e renda fixa para 12 mulheres do Buffet Maré de Sabores, que perderam trabalhos com a paralisação da prestação do serviço ocasionada pela pandemia do Coronavírus.

Esse trabalho é realizado na cozinha industrial da Casa das Mulheres da Maré que desenvolve o projeto “Maré de Sabores”, o qual atua na profissionalização de mulheres das 16 favelas da Maré na área da gastronomia e autonomia financeira. 

A iniciativa visa suprir a necessidade dos profissionais da Redes da Maré de continuar acompanhando esse público que já frequentava, na sua maioria, o Espaço Normal - projeto e equipamento da instituição - e que, sem dúvida, faz parte do conjunto de pessoas mais vulneráveis em relação  à possível contaminação pelo Coronavírus. 

Dessa forma, conseguimos atuar em três demandas essenciais deste momento: (1) gerar trabalho e renda para mulheres envolvidas no serviço de buffet Maré de Sabores, atividades comercial não essencial, suspensa decorrentes das políticas de enfrentamento da pandemia do corona vírus , (2) fornecer alimentação à população em situação de rua, garantindo acesso à segurança alimentar e refeição saudável  e (3) manter um acompanhamento básico da saúde dessa população, facilitando o acesso à cuidados médicos e a orientações sobre prevenção e cuidado.

A arrecadação de doações de itens alimentícios e recursos pela Campanha “Maré diz NÃO ao Coronavírus” têm possibilitado a produção de equipamentos de EPIs, mas o desafio é grande, pois seguiremos na produção e entrega dessas refeições diariamente. A equipe de trabalho é composta por 35 pessoas distribuídas entre a produção e distribuição das refeições, sendo 12 cozinheiras, 3 mulheres responsáveis pelo apoio e higienização do espaço de produção e dos alimentos, um motorista, 19 voluntários.

A Redes da Maré é uma organização da sociedade civil, criada por moradores da Maré há mais de duas décadas, onde residem em torno de 140 mil pessoas no conjunto de 16 favelas. Em seus projetos sociais beneficia diretamente mais de 4.500 moradores, além de seus familiares e vizinhos, e busca garantir que os direitos da população sejam efetivados. São ações nas áreas de educação, arte, cultura, memória, segurança pública e desenvolvimento territorial, que buscam superar a desigualdade histórica enfrentada pelas populações de favelas, com atenção especial em determinados segmentos sociais, tais como o de crianças e jovens e o de mulheres. O trabalho acontece a partir da mobilização e do protagonismo da população local e da articulação de uma ampla rede de parceiros, sempre tecendo o diálogo com as pessoas, instituições comunitárias, sociedade civil, universidades, órgãos públicos e iniciativa privada.

A Maré possui cerca de 140 mil moradores, dos quais 55% (mais de 76 mil pessoas) vivem com renda per capita abaixo da linha de pobreza, utilizada pelo Banco Mundial, a qual leva em conta o grau de desenvolvimento brasileiro. Destes, 18 mil estão na pobreza extrema, estimamos que são cerca de 4.500 famílias além da população de rua.

Esta iniciativa visa atender a 200 pessoas/dia, das cenas de consumo de drogas da Maré, com distribuição diária de quentinhas para pessoas em situação de rua. Pretendemos criar uma rede de proteção que não apenas forneça segurança alimentar para pessoas em situação de rua na Maré, mas também incentive a propagação de informações confiáveis sobre o corona vírus.

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$30.000 seja alcançado.

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo de iniciativas que enfrentem os efeitos do Coronavírus nas periferias urbanas brasileiras. Por se tratar de um Fundo Colaborativo e aberto a novos parceiros, o montante destinado a triplicação dos projetos pode ainda aumentar, possibilitando um número maior de iniciativas contempladas.

Redes da Maré ainda não publicou nenhuma notícia.

Sabores e cuidados: Mulheres na produção de refeições diárias para pessoas em situação de rua na Maré” cuida da realização e distribuição de pelo menos 200 refeições/dia, cerca de 6.000/mês, para pessoas em situação de rua na Maré. Esta ação gera ainda trabalho e renda fixa para 12 mulheres do Buffet Maré de Sabores, que perderam trabalhos com a paralisação da prestação do serviço ocasionada pela pandemia do Coronavírus.

Esse trabalho é realizado na cozinha industrial da Casa das Mulheres da Maré que desenvolve o projeto “Maré de Sabores”, o qual atua na profissionalização de mulheres das 16 favelas da Maré na área da gastronomia e autonomia financeira. 

A iniciativa visa suprir a necessidade dos profissionais da Redes da Maré de continuar acompanhando esse público que já frequentava, na sua maioria, o Espaço Normal - projeto e equipamento da instituição - e que, sem dúvida, faz parte do conjunto de pessoas mais vulneráveis em relação  à possível contaminação pelo Coronavírus. 

Dessa forma, conseguimos atuar em três demandas essenciais deste momento: (1) gerar trabalho e renda para mulheres envolvidas no serviço de buffet Maré de Sabores, atividades comercial não essencial, suspensa decorrentes das políticas de enfrentamento da pandemia do corona vírus , (2) fornecer alimentação à população em situação de rua, garantindo acesso à segurança alimentar e refeição saudável  e (3) manter um acompanhamento básico da saúde dessa população, facilitando o acesso à cuidados médicos e a orientações sobre prevenção e cuidado.

A arrecadação de doações de itens alimentícios e recursos pela Campanha “Maré diz NÃO ao Coronavírus” têm possibilitado a produção de equipamentos de EPIs, mas o desafio é grande, pois seguiremos na produção e entrega dessas refeições diariamente. A equipe de trabalho é composta por 35 pessoas distribuídas entre a produção e distribuição das refeições, sendo 12 cozinheiras, 3 mulheres responsáveis pelo apoio e higienização do espaço de produção e dos alimentos, um motorista, 19 voluntários.

A Redes da Maré é uma organização da sociedade civil, criada por moradores da Maré há mais de duas décadas, onde residem em torno de 140 mil pessoas no conjunto de 16 favelas. Em seus projetos sociais beneficia diretamente mais de 4.500 moradores, além de seus familiares e vizinhos, e busca garantir que os direitos da população sejam efetivados. São ações nas áreas de educação, arte, cultura, memória, segurança pública e desenvolvimento territorial, que buscam superar a desigualdade histórica enfrentada pelas populações de favelas, com atenção especial em determinados segmentos sociais, tais como o de crianças e jovens e o de mulheres. O trabalho acontece a partir da mobilização e do protagonismo da população local e da articulação de uma ampla rede de parceiros, sempre tecendo o diálogo com as pessoas, instituições comunitárias, sociedade civil, universidades, órgãos públicos e iniciativa privada.

A Maré possui cerca de 140 mil moradores, dos quais 55% (mais de 76 mil pessoas) vivem com renda per capita abaixo da linha de pobreza, utilizada pelo Banco Mundial, a qual leva em conta o grau de desenvolvimento brasileiro. Destes, 18 mil estão na pobreza extrema, estimamos que são cerca de 4.500 famílias além da população de rua.

Esta iniciativa visa atender a 200 pessoas/dia, das cenas de consumo de drogas da Maré, com distribuição diária de quentinhas para pessoas em situação de rua. Pretendemos criar uma rede de proteção que não apenas forneça segurança alimentar para pessoas em situação de rua na Maré, mas também incentive a propagação de informações confiáveis sobre o corona vírus.

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$30.000 seja alcançado.

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo de iniciativas que enfrentem os efeitos do Coronavírus nas periferias urbanas brasileiras. Por se tratar de um Fundo Colaborativo e aberto a novos parceiros, o montante destinado a triplicação dos projetos pode ainda aumentar, possibilitando um número maior de iniciativas contempladas.

Redes da Maré ainda não publicou nenhuma notícia.