SAÍDA game: poema-prédio |

SAÍDA game: poema-prédio

SAÍDA é um projeto multimídia que envolve poesia, arquitetura e design. Poema-prédio-livro-espaço: uma obra em plataformas físicas e virtuais.

Projeto por: Arthur Moura Campos
R$ 9.031,00
arrecadado
meta R$ 8.000,00

100 benfeitores
apoiaram essa campanha

Conseguimos \o/

Obrigado a todos os Benfeitores por mais um projeto bem sucedido. Agora, acompanhe as novidades e comentários do projeto.

POR

Arthur Moura Campos

Arthur Moura Campos
R$ 10 + FRETE
Adesivo "SAÍDA"
5 benfeitores apoiando
Para você que quer contribuir na campanha, mas tá curta a grana cola aqui. O adesivo "SAÍDA" é uma reprodução da vista principal que você pode grudar em qualquer canto.
R$ 25 + FRETE
Maquete-miniatura
14 benfeitores apoiando
A maquete-miniatura é impressa em um papel de alta gramatura para que você monte o seu mini-SAÍDA e experimente seus poemas 3D manualmente.
R$ 30 + FRETE
Cartaz: "Poderia ser qualquer lugar"
12 benfeitores apoiando
O cartaz-poema é a reprodução de um dos poemas do interior do edifício impressa sobre papel prateado.
R$ 35 + FRETE
1 livro percurso
24 benfeitores apoiando
Escolha um dos livros-percursos para chamar de seu: triângulo, círculo ou quadrado. Indique qual livro no cometário da compra.
R$ 55 + FRETE
Cartaz + Maquete + 2 AdesivoS
16 benfeitores apoiando
Quer o lado artes plásticas do projeto. Então peça um cartaz prateado "Poderia ser qualquer lugar" mais uma maquete-miniatura montável. De lambuja ainda leva dois adesivos SAÍDA.
R$ 100 + FRETE
3 Livros-percurso + 1 adesivo
13 benfeitores apoiando
Os livros-percurso apresentam três caminho diferentes dentro do edifício atráves de perspectivas em sua página, são uma sequência de perspectivas que questionam a espacialidade do livro e do poema. Vai junto um adesivo SAÍDA. Conheça mais sobre cada um dos livros no seguinte link: https://www.behance.net/gallery/101331421/SAIDA-editorial .
R$ 140 + FRETE
SAÍDA COMBO
14 benfeitores apoiando
Esse é o pacote completo: três livros percursos, um cartaz-poema, uma maquete-miniatura, e dois adesivo SAÍDA. Aqui o autor agradece e envia boas vibrações no mesmo envelope :D
R$ 180 + FRETE
SAÍDA MEGACOMBO
10 benfeitores apoiando
Nessa recompensa além de levar o SAÍDA COMBO (3 volumes de SAÍDA + cartaz-poema + maquete-miniatura + 3 adesivos) você também recebe uma cópia de 5INTO, segundo livro lançado por Arthur Moura Campos. Cópias limitadas.



CLIQUE AQUI PARA ACESSAR SAÍDA GAME

 

SAÍDA

 

Você já entrou em um poema? Quanto mediam essas letras? Qual lugar cada palavra ocupou? Imagine uma construção quadrada e alta. Na fachada desse cubo gigante está escrito em letras capitulares: SAÍDA. Ao aproximar-se, percebe que o “I” maiúsculo é uma porta de entrada para o interior do edifício. Você entra na palavra, logo entra no edifício. Essa é a proposta de SAÍDA: uma imersão poética no espaço, e uma visão arquitetônica do poema. Esse projeto de prédio-poema, desenvolvido por Arthur Moura Campos, tem dois principais grupos de resultados que buscam apoio nessa campanha de financiamento: o prédio-poema virtual, e os produtos gráficos.

 

PRÉDIO-POEMA VIRTUAL

 

O prédio-poema virtual SAÍDA é a versão interativa do projeto, foi desenvolvida em parceria com Anders Rinaldi e Rodolfo Brant da DIVE realities. Nessa versão virtual você pode navegar descobrindo as animações e recursos audio-visuais desse poema espacial. Estará disponível para o acesso de forma gratuita enquanto a campanha de arrecadação estiver aberta. Acesse no seguinte link: versão interativa.

 

 

 

 

 

PRODUTOS GRÁFICOS


Os produtos gráficos são: adesivo SAÍDA, maquete-miniatura, cartaz-poema, e os três livros-percursos.

  1.  

    Adesivo Saída

    O adesivo SAÍDA é uma reprodução da vista principal do edifício. Um pequeno pedaço do prédio para você colar em todos lugares.

     

     

  2.  

    Maquete miniatura

    A maquete-miniatura é uma impressão em papel de alta gramatura para que você monte o seu próprio mini-SAÍDA e experimente seus poemas 3D manualmente.

     

     

     

  3.  

    Cartaz-poema

    O cartaz-poema é a reprodução de um texto do interior do edifício, o poema "Poderia ser em qualquer lugar". Impresso sobre papel prateado, esse poema estabelece uma ponte entre o real e o virtual, seja como espelho ou texto poético.

     

     

     

  4.  

    Livros-percursos

    Os livros-percursos, lançados pelo selo burro, são três caminhos diferentes dentro desse edifício. Através da sucessão de perspectivas em suas páginas, cada livro desenha uma trajetória que envolve a palavra e o espaço de forma única. Os livros são: triângulo, quadrado e círculo. Conheça mais sobre cada um dos livros no seguinte link: 3 percursos.

 

OBJETIVOS

 

A atual campanha busca arrecadar o valor necessário para a impressão de 200 cópias de cada livro-percurso e os demais materiais gráficos. Também financiará a manutenção e aprimoramento da versão online, gratuita e interativa do projeto. No momento pandêmico crítico em que vivemos, peço esse apoio mútuo para que eu continue inventando poemas e espaços, seja "on" ou "offline". Conto com você, toda contribuição será essencial. Bem-vinda, bem-vindo, bem-vinde a SAÍDA!

 

 

SOBRE O AUTOR

Arthur Moura Campos é poeta, arquiteto e designer. Goianiense de 1993 formado em arquitetura pela Universidade de São Paulo (2019). Fez intercâmbio estudando mandarim e paisagismo na cidade de Nanquim - China (Programa Ciência sem Fronteiras, 2013-2015). Suas principais atividades profissionais envolvem o design e literatura. Desde de 2012 produz seus próprios plaquetes, livretos, cartazes, vídeos e gifs. Sempre buscando explorar as interações entre as diversas mídias e linguagens. Tem três livros publicados: “Meia Ponte” (ed. do autor, 2017), “5INTO” (selo do burro, 2019), “SAÍDA” (ed. do autor, 2019). Finalista do Programa Nascente em 2012, 2013, 2017 (Texto-Poesia), e 2019 (Design - livro "5INTO"). Premiado nos concursos “Quarentena Projetada” (2020 - Mídia Ninja, IMS) e “Festival UP!” (2020). Blogs: 5INTO , Word in 玩儿, Voz Tinta

 

 

 

SOBRE DIVE realities

 

 

Dive é uma empresa focada em soluções em realidade virtual, aumentada e mista. A nossa missão é expandir a experiência humana e resolver problemas de forma eficiente e inovadora. As principais áreas de atuação da DIVE são educação médica, arquitetura, e arte interativa. Acreditamos que a interatividade será cada vez mais presente no mundo. diverealities.com

 

 

 

 

Anders Rinaldi Angelin. Sócio fundador. Formado em Audiovisual e Programação, desenvolvendo trabalho em modelagem e GameDev desde 2015. Iniciou sua trajetória em realidade virtual e fotogrametria no CITI-USP (Centro Interdisciplinar de Tecnologias Interativas) sob orientação do Prof. Marcelo Knörich Zuffo. Desde lá, tem desenvolvido trabalhos nas mais diversas áreas, incluindo arte gráfica, games, impressão 3D e reconstrução via algoritmos. Atualmente integra a equipe de Inovação do Hospital Alemão Oswaldo Cruz e é sócio-fundador da Dive Virtual Realities.

 

 

 

 

Rodolfo Brant de Carvalho. Sócio fundador. Empreendedor e Produtor Audiovisual, com curso de Music Business pela Point Blank Music School, Áudio e Acústica pelo IAV e Game Development em Unity, integra a startup Dive como especialista audiovisual, implementação em Realidade Virtual e programação

 

SAIBA MAIS

 

Teaser de imersão: link

Caderno de pesquisa do projeto: link

Projeto gráfico: link

 

 

 

 
 
 

Meta alcançada e exposição em museu

Em: 03/06/2021 18:09



Boa noite a todas, todes e todos


Com alegria informo que a meta de 8.000 reais foi alcançada, e já vai para além dos 100% ?. Muito muito obrigado, você faz parte dessa conquista. Em breve iniciarei a impressão dos materiais gráficos e enviarei o quanto antes. Se souberem de alguém que possa se interessar pelas recompensas amanhã é o último dia para a contribuição. Mas já está garantido, VIVA!


Aproveito a mensagem para informar que SAIDA game foi selecionado e premiado na exposição "Sala Compacta" do Museu de Arte de Goiânia. Clique aqui para acessar a exposição. Se você ainda não acessou a versão interativa do prédio-poema, essa é uma ótima chance para visitar.



Quando a campanha de arrecadação terminar volto a conversar com vocês sobre as impressões e envios de cada material em específico. Vacina para toda gente, fora bolsonaro, muita saúde e vida para atravessarmos essas trevas. Toda saída é um recomeço!


Desde já meu obrigado e abraço,

Arthur Moura Campos


Link para o vídeo

Em: 01/05/2021 14:42

Aqui vai o link para assistir ao vídeo:

https://youtu.be/anjzdMaKtFE




Lançado o vídeopoema "Poderia ser qualquer lugar"

Em: 01/05/2021 14:36


_

Esse é um pedacinho de SAÍDA, poema que me suspendeu no tempo espaço quando escrevi e que espero deslocar vocês. Traz o dilema da permanência, que para além do corpo, também é o dilema da escrita. Quem lê está, quem escreve está. Quando você ouve/lê, finalmente eu digo/escrevo. Veja e venha se encontrar :]

_

Poderia ser qualquer lugar.

Uma parede. Um chão. Um

teto. Uma cama. Um armário.

Uma janela. Mas estou aqui.

Entrei pela porta. A mesma

que já passei tantas vezes.

Já dormi aqui. Já acordei

aqui. Outros já sonharam

aqui. Com ou sem mim.

Quantas pessoas caberiam?

Digamos. Ao mesmo tempo?

De dimensões variadas. De

propósitos diversos. Todas

caberiam dentro? No dia

a dia só eu. À noite pouco

acompanhado. Quem me

visita tem de dividir o espaço.

Corresponder ao ar que sai.

Entra alguém de carne sai

alguém de vento. Pode ser de

qualquer matéria ou finalidade.

Eu mesmo. Enquanto lê isso.

Devo estar em outro quarto.

Preferi não colocar nenhum

retrato. Para deixá-lo assim

mais livre. Pode mexer em tudo.

Arrastar os móveis. Rabiscar

os livros. Dobrar as roupas.

E ficar o quanto quiser. Afinal

poderia estar em qualquer

lugar. Só que agora está aqui.

Lugar qualquer. No começo é

sempre estranho como voltar

de uma longa viagem ou

visitar um outro presídio.

Aos poucos a pena diminui.

Mesmo que seja perpétua.

As poeiras nas quinas vão

ficando familiares. Com tempo

você decora. Não se preocupe

é provisório. Logo você muda.

Daí eu volto.



Matéria no Jornal da USP

Em: 25/04/2021 11:30



Saiu nessa sexta feira uma matéria escrita por Leila Kiyomura no jornal da USP. Gostei muito da leitura e conexões que ela fez com outros artistas que trabalham com técnicas digitais como: Giselle Beiguelman , Artur Matuck, Regina Silveira, Julio Plaza e Gilbertto Prado. Também conta com falas de  Alecsandra Matias de Oliveira (pós-doutora em Artes Visuais e especialista em Cooperação e Extensão Universitária do Museu de Arte Contemporânea (MAC) da USP) e Sylvia Werneck (crítica de arte, doutora pelo Programa de Pós-Graduação Integração da América Latina (Prolam) da USP)


Confira no link: https://jornal.usp.br/?p=407455




CLIQUE AQUI PARA ACESSAR SAÍDA GAME

 

SAÍDA

 

Você já entrou em um poema? Quanto mediam essas letras? Qual lugar cada palavra ocupou? Imagine uma construção quadrada e alta. Na fachada desse cubo gigante está escrito em letras capitulares: SAÍDA. Ao aproximar-se, percebe que o “I” maiúsculo é uma porta de entrada para o interior do edifício. Você entra na palavra, logo entra no edifício. Essa é a proposta de SAÍDA: uma imersão poética no espaço, e uma visão arquitetônica do poema. Esse projeto de prédio-poema, desenvolvido por Arthur Moura Campos, tem dois principais grupos de resultados que buscam apoio nessa campanha de financiamento: o prédio-poema virtual, e os produtos gráficos.

 

PRÉDIO-POEMA VIRTUAL

 

O prédio-poema virtual SAÍDA é a versão interativa do projeto, foi desenvolvida em parceria com Anders Rinaldi e Rodolfo Brant da DIVE realities. Nessa versão virtual você pode navegar descobrindo as animações e recursos audio-visuais desse poema espacial. Estará disponível para o acesso de forma gratuita enquanto a campanha de arrecadação estiver aberta. Acesse no seguinte link: versão interativa.

 

 

 

 

 

PRODUTOS GRÁFICOS


Os produtos gráficos são: adesivo SAÍDA, maquete-miniatura, cartaz-poema, e os três livros-percursos.

  1.  

    Adesivo Saída

    O adesivo SAÍDA é uma reprodução da vista principal do edifício. Um pequeno pedaço do prédio para você colar em todos lugares.

     

     

  2.  

    Maquete miniatura

    A maquete-miniatura é uma impressão em papel de alta gramatura para que você monte o seu próprio mini-SAÍDA e experimente seus poemas 3D manualmente.

     

     

     

  3.  

    Cartaz-poema

    O cartaz-poema é a reprodução de um texto do interior do edifício, o poema "Poderia ser em qualquer lugar". Impresso sobre papel prateado, esse poema estabelece uma ponte entre o real e o virtual, seja como espelho ou texto poético.

     

     

     

  4.  

    Livros-percursos

    Os livros-percursos, lançados pelo selo burro, são três caminhos diferentes dentro desse edifício. Através da sucessão de perspectivas em suas páginas, cada livro desenha uma trajetória que envolve a palavra e o espaço de forma única. Os livros são: triângulo, quadrado e círculo. Conheça mais sobre cada um dos livros no seguinte link: 3 percursos.

 

OBJETIVOS

 

A atual campanha busca arrecadar o valor necessário para a impressão de 200 cópias de cada livro-percurso e os demais materiais gráficos. Também financiará a manutenção e aprimoramento da versão online, gratuita e interativa do projeto. No momento pandêmico crítico em que vivemos, peço esse apoio mútuo para que eu continue inventando poemas e espaços, seja "on" ou "offline". Conto com você, toda contribuição será essencial. Bem-vinda, bem-vindo, bem-vinde a SAÍDA!

 

 

SOBRE O AUTOR

Arthur Moura Campos é poeta, arquiteto e designer. Goianiense de 1993 formado em arquitetura pela Universidade de São Paulo (2019). Fez intercâmbio estudando mandarim e paisagismo na cidade de Nanquim - China (Programa Ciência sem Fronteiras, 2013-2015). Suas principais atividades profissionais envolvem o design e literatura. Desde de 2012 produz seus próprios plaquetes, livretos, cartazes, vídeos e gifs. Sempre buscando explorar as interações entre as diversas mídias e linguagens. Tem três livros publicados: “Meia Ponte” (ed. do autor, 2017), “5INTO” (selo do burro, 2019), “SAÍDA” (ed. do autor, 2019). Finalista do Programa Nascente em 2012, 2013, 2017 (Texto-Poesia), e 2019 (Design - livro "5INTO"). Premiado nos concursos “Quarentena Projetada” (2020 - Mídia Ninja, IMS) e “Festival UP!” (2020). Blogs: 5INTO , Word in 玩儿, Voz Tinta

 

 

 

SOBRE DIVE realities

 

 

Dive é uma empresa focada em soluções em realidade virtual, aumentada e mista. A nossa missão é expandir a experiência humana e resolver problemas de forma eficiente e inovadora. As principais áreas de atuação da DIVE são educação médica, arquitetura, e arte interativa. Acreditamos que a interatividade será cada vez mais presente no mundo. diverealities.com

 

 

 

 

Anders Rinaldi Angelin. Sócio fundador. Formado em Audiovisual e Programação, desenvolvendo trabalho em modelagem e GameDev desde 2015. Iniciou sua trajetória em realidade virtual e fotogrametria no CITI-USP (Centro Interdisciplinar de Tecnologias Interativas) sob orientação do Prof. Marcelo Knörich Zuffo. Desde lá, tem desenvolvido trabalhos nas mais diversas áreas, incluindo arte gráfica, games, impressão 3D e reconstrução via algoritmos. Atualmente integra a equipe de Inovação do Hospital Alemão Oswaldo Cruz e é sócio-fundador da Dive Virtual Realities.

 

 

 

 

Rodolfo Brant de Carvalho. Sócio fundador. Empreendedor e Produtor Audiovisual, com curso de Music Business pela Point Blank Music School, Áudio e Acústica pelo IAV e Game Development em Unity, integra a startup Dive como especialista audiovisual, implementação em Realidade Virtual e programação

 

SAIBA MAIS

 

Teaser de imersão: link

Caderno de pesquisa do projeto: link

Projeto gráfico: link

 

 

 

 
 
 

Meta alcançada e exposição em museu

Em: 03/06/2021 18:09



Boa noite a todas, todes e todos


Com alegria informo que a meta de 8.000 reais foi alcançada, e já vai para além dos 100% ?. Muito muito obrigado, você faz parte dessa conquista. Em breve iniciarei a impressão dos materiais gráficos e enviarei o quanto antes. Se souberem de alguém que possa se interessar pelas recompensas amanhã é o último dia para a contribuição. Mas já está garantido, VIVA!


Aproveito a mensagem para informar que SAIDA game foi selecionado e premiado na exposição "Sala Compacta" do Museu de Arte de Goiânia. Clique aqui para acessar a exposição. Se você ainda não acessou a versão interativa do prédio-poema, essa é uma ótima chance para visitar.



Quando a campanha de arrecadação terminar volto a conversar com vocês sobre as impressões e envios de cada material em específico. Vacina para toda gente, fora bolsonaro, muita saúde e vida para atravessarmos essas trevas. Toda saída é um recomeço!


Desde já meu obrigado e abraço,

Arthur Moura Campos


Link para o vídeo

Em: 01/05/2021 14:42

Aqui vai o link para assistir ao vídeo:

https://youtu.be/anjzdMaKtFE




Lançado o vídeopoema "Poderia ser qualquer lugar"

Em: 01/05/2021 14:36


_

Esse é um pedacinho de SAÍDA, poema que me suspendeu no tempo espaço quando escrevi e que espero deslocar vocês. Traz o dilema da permanência, que para além do corpo, também é o dilema da escrita. Quem lê está, quem escreve está. Quando você ouve/lê, finalmente eu digo/escrevo. Veja e venha se encontrar :]

_

Poderia ser qualquer lugar.

Uma parede. Um chão. Um

teto. Uma cama. Um armário.

Uma janela. Mas estou aqui.

Entrei pela porta. A mesma

que já passei tantas vezes.

Já dormi aqui. Já acordei

aqui. Outros já sonharam

aqui. Com ou sem mim.

Quantas pessoas caberiam?

Digamos. Ao mesmo tempo?

De dimensões variadas. De

propósitos diversos. Todas

caberiam dentro? No dia

a dia só eu. À noite pouco

acompanhado. Quem me

visita tem de dividir o espaço.

Corresponder ao ar que sai.

Entra alguém de carne sai

alguém de vento. Pode ser de

qualquer matéria ou finalidade.

Eu mesmo. Enquanto lê isso.

Devo estar em outro quarto.

Preferi não colocar nenhum

retrato. Para deixá-lo assim

mais livre. Pode mexer em tudo.

Arrastar os móveis. Rabiscar

os livros. Dobrar as roupas.

E ficar o quanto quiser. Afinal

poderia estar em qualquer

lugar. Só que agora está aqui.

Lugar qualquer. No começo é

sempre estranho como voltar

de uma longa viagem ou

visitar um outro presídio.

Aos poucos a pena diminui.

Mesmo que seja perpétua.

As poeiras nas quinas vão

ficando familiares. Com tempo

você decora. Não se preocupe

é provisório. Logo você muda.

Daí eu volto.



Matéria no Jornal da USP

Em: 25/04/2021 11:30



Saiu nessa sexta feira uma matéria escrita por Leila Kiyomura no jornal da USP. Gostei muito da leitura e conexões que ela fez com outros artistas que trabalham com técnicas digitais como: Giselle Beiguelman , Artur Matuck, Regina Silveira, Julio Plaza e Gilbertto Prado. Também conta com falas de  Alecsandra Matias de Oliveira (pós-doutora em Artes Visuais e especialista em Cooperação e Extensão Universitária do Museu de Arte Contemporânea (MAC) da USP) e Sylvia Werneck (crítica de arte, doutora pelo Programa de Pós-Graduação Integração da América Latina (Prolam) da USP)


Confira no link: https://jornal.usp.br/?p=407455