SANTA MARTA CONTRA O COVID19 |

SANTA MARTA CONTRA O COVID19

Apoie a ação de sanitização na Favela Santa Marta contra o Coronavírus. Não deixe nossa ação morrer. Com sua ajuda nossa ação pode continuar salvando

Projeto por: Thiago Firmino
R$ 10.730,00
arrecadado
meta R$ 50.000,00

79 benfeitores
apoiaram essa campanha

Conseguimos \o/

Obrigado a todos os Benfeitores por mais um projeto bem sucedido. Agora, acompanhe as novidades e comentários do projeto.

POR

Thiago Firmino

Thiago Firmino
R$ 20
Apoiar essa campanha com R$ 20
7 benfeitores apoiando
R$ 50
Apoiar essa campanha com R$ 50
5 benfeitores apoiando
R$ 80
Apoiar essa campanha com R$ 80
Seja o primeiro a apoiar!
R$ 100
Apoiar essa campanha com R$ 100
11 benfeitores apoiando
R$ 200
Apoiar essa campanha com R$ 200
5 benfeitores apoiando
R$ 300
Apoiar essa campanha com R$ 300
1 benfeitor apoiando
R$ 500
Apoiar essa campanha com R$ 500
Seja o primeiro a apoiar!
R$ 1.000
Apoiar essa campanha com R$ 1000
Seja o primeiro a apoiar!
R$ 3.000
Apoiar essa campanha com R$ 3000
Seja o primeiro a apoiar!

Desde o início da pandemia da COVID-19, temos sido informados que a transmissão da doença poderia ser maior em locais como as favelas do Rio de Janeiro. Sabemos que o poder público não se preocupa com as favelas. Por isso, nós, moradores voluntários da favela Santa Marta, resolvemos nos organizar. Em mais um exemplo onde a realidade na favela é determinada pelo “nós por nós”, decidimos desinfetar e sanitizar os caminhos pelos quais passam trabalhadoras e trabalhadores que precisam sair de casa e para manter o sustento de suas famílias.

 

A favela Santa Marta, localizada no bairro de Botafogo, é um local historicamente impactado por problemas relacionados à distribuição de serviços públicos, como coleta de lixo, saneamento básico, distribuição de eletricidade e água. Somos um grupo de voluntários trabalhando motivados pela mesma questão: “Considerando que o mesmo processo de sanitização em vias públicas já vem sendo feito em outras áreas da cidade, então porque não fazer na favela?”.

 

É preciso ter um plano para combater o coronavírus nas favelas. Até agora nada foi proposto pelo poder publico.

 

Para iniciar as lavagens, contamos com diferentes tipos de ajuda: desde doações de uma rede de contatos para a compra inicial de equipamentos até recomendações de especialistas sobre as substâncias apropriadas para uma limpeza eficaz. O produto mais indicado seria o ‘quaternário de amônia 5ª geração’, um desinfetante bactericida, fungicida de alto rendimento que tem resultados mais prolongados.

 

Precisamos da sua ajuda para continuar as atividades de sanitização das vielas e salvar 6 mil vidas na favela.

 

Estamos em contato com moradores de favelas como Babilônia, Chapéu Mangueira, Tabajaras, Babilônia, PPG, Providência, entre muitas outras. A partir da experiência no Santa Marta, estamos disponibilizando informações e suporte para o realizar o mesmo tipo de ação em outras favelas. Por isso, precisamos adquirir mais equipamentos e produtos de limpeza.

 

Precisamos de ajuda para continuar. É emergencial que seja oferecido suporte financeiro para a continuidade e expansão desta iniciativa.

 

Nossos objetivos:

1. Comprar produtos de higienização, principalmente as substâncias ‘quaternário de amônio’ – selecionadas de acordo com indicações da ANVISA e da significativa experiência na China;

2. Adquirir mais equipamentos para expandir até outros locais a pulverização dos produtos químicos e higiênicos;

3. Oferecer alimentação e equipamentos de proteção pessoal - como macacão, máscara de gás, luvas e botas - para os voluntários envolvidos nas ações de limpeza e desinfecção;

4. Oferecer materiais de apoio, conscientização e higiene para moradores de favelas que buscam informações e suporte para reproduzir a mesma ação de sanitização e desinfecção até outras favelas da cidade.

 

• Para mais informações, imagens, vídeos e reportagens: https://wikifavelas.com.br/index.php?title=Sanitiza%C3%A7%C3%A3o_do_Santa_Marta

Thiago Firmino ainda não publicou nenhuma notícia.

Desde o início da pandemia da COVID-19, temos sido informados que a transmissão da doença poderia ser maior em locais como as favelas do Rio de Janeiro. Sabemos que o poder público não se preocupa com as favelas. Por isso, nós, moradores voluntários da favela Santa Marta, resolvemos nos organizar. Em mais um exemplo onde a realidade na favela é determinada pelo “nós por nós”, decidimos desinfetar e sanitizar os caminhos pelos quais passam trabalhadoras e trabalhadores que precisam sair de casa e para manter o sustento de suas famílias.

 

A favela Santa Marta, localizada no bairro de Botafogo, é um local historicamente impactado por problemas relacionados à distribuição de serviços públicos, como coleta de lixo, saneamento básico, distribuição de eletricidade e água. Somos um grupo de voluntários trabalhando motivados pela mesma questão: “Considerando que o mesmo processo de sanitização em vias públicas já vem sendo feito em outras áreas da cidade, então porque não fazer na favela?”.

 

É preciso ter um plano para combater o coronavírus nas favelas. Até agora nada foi proposto pelo poder publico.

 

Para iniciar as lavagens, contamos com diferentes tipos de ajuda: desde doações de uma rede de contatos para a compra inicial de equipamentos até recomendações de especialistas sobre as substâncias apropriadas para uma limpeza eficaz. O produto mais indicado seria o ‘quaternário de amônia 5ª geração’, um desinfetante bactericida, fungicida de alto rendimento que tem resultados mais prolongados.

 

Precisamos da sua ajuda para continuar as atividades de sanitização das vielas e salvar 6 mil vidas na favela.

 

Estamos em contato com moradores de favelas como Babilônia, Chapéu Mangueira, Tabajaras, Babilônia, PPG, Providência, entre muitas outras. A partir da experiência no Santa Marta, estamos disponibilizando informações e suporte para o realizar o mesmo tipo de ação em outras favelas. Por isso, precisamos adquirir mais equipamentos e produtos de limpeza.

 

Precisamos de ajuda para continuar. É emergencial que seja oferecido suporte financeiro para a continuidade e expansão desta iniciativa.

 

Nossos objetivos:

1. Comprar produtos de higienização, principalmente as substâncias ‘quaternário de amônio’ – selecionadas de acordo com indicações da ANVISA e da significativa experiência na China;

2. Adquirir mais equipamentos para expandir até outros locais a pulverização dos produtos químicos e higiênicos;

3. Oferecer alimentação e equipamentos de proteção pessoal - como macacão, máscara de gás, luvas e botas - para os voluntários envolvidos nas ações de limpeza e desinfecção;

4. Oferecer materiais de apoio, conscientização e higiene para moradores de favelas que buscam informações e suporte para reproduzir a mesma ação de sanitização e desinfecção até outras favelas da cidade.

 

• Para mais informações, imagens, vídeos e reportagens: https://wikifavelas.com.br/index.php?title=Sanitiza%C3%A7%C3%A3o_do_Santa_Marta

Thiago Firmino ainda não publicou nenhuma notícia.