[SP]Sarau dos mesquiteiros-casa poética! |

[SP]Sarau dos mesquiteiros-casa poética!

Em tempos de isolamento, a poesia toca! Ajude a manter ativo o nosso coletivo, nossas ações solidárias e nosso centro cultural na quebrada.

Projeto por: Rodrigo Ciríaco
R$ 30.210,00
arrecadado
meta R$ 30.000,00

31 benfeitores
apoiaram essa campanha

Conseguimos \o/

Obrigado a todos os Benfeitores por mais um projeto bem sucedido. Agora, acompanhe as novidades e comentários do projeto.


POR

Rodrigo Ciríaco

Rodrigo Ciríaco
R$ 20
Apoiar essa campanha com R$ 20
4 benfeitores apoiando
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 50
Apoiar essa campanha com R$ 50
5 benfeitores apoiando
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 80
Apoiar essa campanha com R$ 80
1 benfeitor apoiando
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 100
Apoiar essa campanha com R$ 100
2 benfeitores apoiando
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 200
Apoiar essa campanha com R$ 200
1 benfeitor apoiando
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 300
Apoiar essa campanha com R$ 300
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 500
Apoiar essa campanha com R$ 500
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 1.000
Apoiar essa campanha com R$ 1000
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 3.000
Apoiar essa campanha com R$ 3000
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pela sua colaboração!

Os recursos arrecadados serão divididos em 03 partes:

  1. RECURSOS HUMANOS: pagamento de uma ajuda de custo mensal de R$ 300,00, durante três meses, para até 10 (dez) integrantes do coletivo que perderam rendas e trabalhos artísticos devido a pandemia
  1. EQUIPAMENTOS: Aquisição de notebooks, equipamentos de áudio, imagem, iluminação e edição com intuito de adaptar e facilitar as produções de conteúdo online (lives, cursos, vídeos), oferecendo serviços e gerando recursos para o espaço e seus artistas, produtores trabalharem com qualidade durante e pós pandemia;
  1. CASA POÉTICA: pagamento integral das despesas do espaço por 03 (três) meses, incluindo despesas como aluguel, água, luz, internet; produtos de limpeza, manutenção e impostos; garantindo assim a realizações de ações solidárias / assistência social realizadas durante o período de isolamento; além das ações artísticas e culturais de modo remoto (online).

O coletivo Mesquiteiros é coordenado pelo educador Rodrigo Ciríaco e possui em sua equipe técnica jovens e adolescentes, entre 16 à 24 anos, e atua há 11 anos na região de Ermelino Matarazzo e adjacências. Desde janeiro de 2020 abriu a sua sede própria, a Casa Poética, espaço voltado para o livro, leitura, literatura e poesia.

Desenvolvemos semanalmente um grupo de estudos literários com 30 jovens e adolescentes, bolsistas remunerados, estudantes de escolas públicas; já realizamos dezenas de saraus e slams em bibliotecas, centros culturais e espaços educativos, além de publicarmos 06 livros da coleção “Pode Pá Que É Nóis Que Tá”, com textos de mais de 300 jovens e adolescentes, entre 12 e 17 anos, estudantes da rede pública do Estado de São Paulo.

A região de Ermelino Matarazzo fica na zona leste de São Paulo. É considerado um bairro-dormitório formado por mais de 110.000 pessoas com poucos equipamentos de lazer e cultura, apesar de possuir dezenas de coletivos artísticos e culturais. Com a pandemia da Covid19 várias famílias tiveram sua renda e trabalhos prejudicados, ficando em uma situação de insegurança alimentar.

A Casa Poética teve que ser interromper suas ações culturais em março mas, desde então estabeleceu parceria com profissionais da saúde ligados ao CAPS e UBS da região, permitindo ao coletivo e a estes trabalhadores/as arrecadar e distribuir entre os meses de abril e junho mais de 400 cestas básicas e kits de higiene e limpeza para aproximadamente 2.000 pessoas. Entretanto, o cancelamento de ações artísticas afetou também as produções e arrecadação da Casa, fazendo com que nosso caixa entrasse no vermelho.

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$30.000 seja alcançado.

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo de iniciativas que enfrentem os efeitos do Coronavírus nas periferias urbanas brasileiras. Por se tratar de um Fundo Colaborativo e aberto a novos parceiros, o montante destinado a triplicação dos projetos pode ainda aumentar, possibilitando um número maior de iniciativas contempladas.

Rodrigo Ciríaco ainda não publicou nenhuma notícia.

Os recursos arrecadados serão divididos em 03 partes:

  1. RECURSOS HUMANOS: pagamento de uma ajuda de custo mensal de R$ 300,00, durante três meses, para até 10 (dez) integrantes do coletivo que perderam rendas e trabalhos artísticos devido a pandemia
  1. EQUIPAMENTOS: Aquisição de notebooks, equipamentos de áudio, imagem, iluminação e edição com intuito de adaptar e facilitar as produções de conteúdo online (lives, cursos, vídeos), oferecendo serviços e gerando recursos para o espaço e seus artistas, produtores trabalharem com qualidade durante e pós pandemia;
  1. CASA POÉTICA: pagamento integral das despesas do espaço por 03 (três) meses, incluindo despesas como aluguel, água, luz, internet; produtos de limpeza, manutenção e impostos; garantindo assim a realizações de ações solidárias / assistência social realizadas durante o período de isolamento; além das ações artísticas e culturais de modo remoto (online).

O coletivo Mesquiteiros é coordenado pelo educador Rodrigo Ciríaco e possui em sua equipe técnica jovens e adolescentes, entre 16 à 24 anos, e atua há 11 anos na região de Ermelino Matarazzo e adjacências. Desde janeiro de 2020 abriu a sua sede própria, a Casa Poética, espaço voltado para o livro, leitura, literatura e poesia.

Desenvolvemos semanalmente um grupo de estudos literários com 30 jovens e adolescentes, bolsistas remunerados, estudantes de escolas públicas; já realizamos dezenas de saraus e slams em bibliotecas, centros culturais e espaços educativos, além de publicarmos 06 livros da coleção “Pode Pá Que É Nóis Que Tá”, com textos de mais de 300 jovens e adolescentes, entre 12 e 17 anos, estudantes da rede pública do Estado de São Paulo.

A região de Ermelino Matarazzo fica na zona leste de São Paulo. É considerado um bairro-dormitório formado por mais de 110.000 pessoas com poucos equipamentos de lazer e cultura, apesar de possuir dezenas de coletivos artísticos e culturais. Com a pandemia da Covid19 várias famílias tiveram sua renda e trabalhos prejudicados, ficando em uma situação de insegurança alimentar.

A Casa Poética teve que ser interromper suas ações culturais em março mas, desde então estabeleceu parceria com profissionais da saúde ligados ao CAPS e UBS da região, permitindo ao coletivo e a estes trabalhadores/as arrecadar e distribuir entre os meses de abril e junho mais de 400 cestas básicas e kits de higiene e limpeza para aproximadamente 2.000 pessoas. Entretanto, o cancelamento de ações artísticas afetou também as produções e arrecadação da Casa, fazendo com que nosso caixa entrasse no vermelho.

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$30.000 seja alcançado.

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo de iniciativas que enfrentem os efeitos do Coronavírus nas periferias urbanas brasileiras. Por se tratar de um Fundo Colaborativo e aberto a novos parceiros, o montante destinado a triplicação dos projetos pode ainda aumentar, possibilitando um número maior de iniciativas contempladas.

Rodrigo Ciríaco ainda não publicou nenhuma notícia.