VOZES DA METAFÍSICA: CRÍTICA DA LINGUAGEM E DA NEGATIVIDADE EM GIORGIO AGAMBEN |

VOZES DA METAFÍSICA: CRÍTICA DA LINGUAGEM E DA NEGATIVIDADE EM GIORGIO AGAMBEN

Pré-venda do livro: VOZES DA METAFÍSICA: CRÍTICA DA LINGUAGEM E DA NEGATIVIDADE EM GIORGIO AGAMBEN, DE ROAN COSTA CORDEIRO.

Projeto por: Editora Urutau
R$ 6.790,00
arrecadado
meta R$ 5.500,00

33 benfeitores
apoiaram essa campanha

Conseguimos \o/

Obrigado a todos os Benfeitores por mais um projeto bem sucedido. Agora, acompanhe as novidades e comentários do projeto.

POR

Editora Urutau

Editora Urutau
R$ 65
E-book
6 benfeitores apoiando
Você receberá uma versão do livro digital por e-mail.
R$ 100
Livro impresso
7 benfeitores apoiando
Você receberá o livro físico em sua casa. Frete já incluso.
R$ 120
Livro assinado
5 benfeitores apoiando
Você receberá o livro assinado pelo autor. Os valores adicionais cobrem os fretes envolvidos.
R$ 130
Livro físico com sobrecapa
9 benfeitores apoiando
Você receberá o livro físico sem assinatura, acompanhado de uma belíssima sobrecapa. A arte será exclusiva para livros vendidos durante a pré-venda.
R$ 150
Livro assinado e com sobrecapa
10 benfeitores apoiando
Você receberá o livro físico assinado, acompanhado de uma belíssima sobrecapa. A arte será exclusiva para livros vendidos na pré-venda.
R$ 190
Dois livros sem assinatura
Seja o primeiro a apoiar!
Você receberá em casa dois livros físicos sem assinatura.
R$ 220
DOIS LIVROS ASSINADOS
2 benfeitores apoiando
Você receberá dois livros assinados. Frete já incluso.
R$ 1.200
5 livros + palestra-lançamento
1 benfeitor apoiando
5 livros assinados + palestra-lançamento de 1 hora a ser combinada com o autor.
R$ 1.550
10 LIVROS + PALESTRA-LANÇAMENTO
Seja o primeiro a apoiar!
Além de 10 livros, o autor fará uma palestra on-line a ser combinada entre os envolvidos.
R$ 1.900
15 livros + palestra-lançamento
Seja o primeiro a apoiar!
Além dos 15 livros, o autor fará uma palestra online a ser combinada entre os envolvidos.

É de conhecimento geral a dificuldade de se publicar livros acadêmicos, seja por conta dos custos elevados de produção desse tipo de material ou pelo mísero incentivo de tal prática em nosso país, principalmente nos últimos anos, em que a universidade sofreu muitos cortes de verbas e múltiplos ataques do atual governo.

Nesse sentido, o selo acadêmico da editora Urutau — Margem da Palavra — busca viabilizar a publicação acadêmica por meio de uma política de pré-vendas.

Tradicionalmente tais publicações são dependentes do pagamento das pesquisadoras e pesquisadores ou de algum tipo de fomento do Estado. A parceria entre autoras/autores e editora tem como objetivo viabilizar a publicação diminuindo os impasses financeiros que tornam a materialização da pesquisa em formato livro viável. A pré-venda garantirá a produção, a circulação e o pagamento de 10% de direitos autorais em livros para quem os escreveu.

Essa pré-venda é do pesquisador Roan Costa Cordeiro para a publicação de sua dissertação: "VOZES DA METAFÍSICA: CRÍTICA DA LINGUAGEM E DA NEGATIVIDADE EM GIORGIO AGAMBEN" no formato livro.

As primeira meta é para a publicação de 50 exemplares e o valor minímo para isso é R$ 5.500,00.

Esse valor cobrirá os seguintes custos:

Preparação e revisão de texto;

Diagramação;

Capa;

Coordenação editorial e gráfica;

ISBN e ficha catalográfica;

Impressão dos livros no formato 16x23 cm, papel pólen 90 gr, com 200 páginas aproximadas;

Frete de envio dos livros;

10% de direitos autoriais.

 

Resumo do trabalho:

 

Neste trabalho investigamos a constituição de uma profunda e densa experiência de pensamento sobre o problema da linguagem trilhada pelo filósofo italiano Giorgio Agamben. Ao centralizar a análise nas obras precedentes ao projeto Homo sacer (1995-2015), consideramos sua ressonância nos demais planos de sua obra. No primeiro capítulo, a fórmula do "experimentum linguae" (ambígua experiência/experimento com a língua/linguagem) permite conectar a reflexão sobre a linguagem ao problema da negatividade presente em Homem sem conteúdo (1970), Estâncias (1977) e Infância e história (1978). No segundo capítulo, voltamo-nos à obra A linguagem e a morte (1982) explorando as cisões e articulações entre voz e linguagem que se colocam no substrato do pensamento ocidental e dão origem a uma fundamentação negativa ("metafísica") da experiência humana com a linguagem. No terceiro capítulo, desdobramos implicações práticas desse construto na concepção de sacrifício presente em nosso edifício político-normativo. Ao apostar no questionamento radical da negatividade, a crítica agambeniana abre lugar para que pensemos novas experiências com a linguagem e com a política nos limiares de nossa condição "humana", o que Agamben também denomina ética. 

 

 

 

 

 

 

 

Editora Urutau ainda não publicou nenhuma notícia.

É de conhecimento geral a dificuldade de se publicar livros acadêmicos, seja por conta dos custos elevados de produção desse tipo de material ou pelo mísero incentivo de tal prática em nosso país, principalmente nos últimos anos, em que a universidade sofreu muitos cortes de verbas e múltiplos ataques do atual governo.

Nesse sentido, o selo acadêmico da editora Urutau — Margem da Palavra — busca viabilizar a publicação acadêmica por meio de uma política de pré-vendas.

Tradicionalmente tais publicações são dependentes do pagamento das pesquisadoras e pesquisadores ou de algum tipo de fomento do Estado. A parceria entre autoras/autores e editora tem como objetivo viabilizar a publicação diminuindo os impasses financeiros que tornam a materialização da pesquisa em formato livro viável. A pré-venda garantirá a produção, a circulação e o pagamento de 10% de direitos autorais em livros para quem os escreveu.

Essa pré-venda é do pesquisador Roan Costa Cordeiro para a publicação de sua dissertação: "VOZES DA METAFÍSICA: CRÍTICA DA LINGUAGEM E DA NEGATIVIDADE EM GIORGIO AGAMBEN" no formato livro.

As primeira meta é para a publicação de 50 exemplares e o valor minímo para isso é R$ 5.500,00.

Esse valor cobrirá os seguintes custos:

Preparação e revisão de texto;

Diagramação;

Capa;

Coordenação editorial e gráfica;

ISBN e ficha catalográfica;

Impressão dos livros no formato 16x23 cm, papel pólen 90 gr, com 200 páginas aproximadas;

Frete de envio dos livros;

10% de direitos autoriais.

 

Resumo do trabalho:

 

Neste trabalho investigamos a constituição de uma profunda e densa experiência de pensamento sobre o problema da linguagem trilhada pelo filósofo italiano Giorgio Agamben. Ao centralizar a análise nas obras precedentes ao projeto Homo sacer (1995-2015), consideramos sua ressonância nos demais planos de sua obra. No primeiro capítulo, a fórmula do "experimentum linguae" (ambígua experiência/experimento com a língua/linguagem) permite conectar a reflexão sobre a linguagem ao problema da negatividade presente em Homem sem conteúdo (1970), Estâncias (1977) e Infância e história (1978). No segundo capítulo, voltamo-nos à obra A linguagem e a morte (1982) explorando as cisões e articulações entre voz e linguagem que se colocam no substrato do pensamento ocidental e dão origem a uma fundamentação negativa ("metafísica") da experiência humana com a linguagem. No terceiro capítulo, desdobramos implicações práticas desse construto na concepção de sacrifício presente em nosso edifício político-normativo. Ao apostar no questionamento radical da negatividade, a crítica agambeniana abre lugar para que pensemos novas experiências com a linguagem e com a política nos limiares de nossa condição "humana", o que Agamben também denomina ética. 

 

 

 

 

 

 

 

Editora Urutau ainda não publicou nenhuma notícia.