Yoga de Rua |

Yoga de Rua

Projeto social autogerido e descentralizado que facilita aulas de yoga e alimentação vegetariana para a população em situação de rua no Rio de Janeiro


Projeto por: Michelle Alves Marinho da Costa
R$ 1.080,00
arrecadado por mês
meta R$ 1.500,00

22
assinantes

72%
arrecadado

Faça parte desse projeto!
Vire um assinante mensal.



ASSINATURAS
R$ 20 por mês
4 assinantes mensais
R$ 40 por mês
8 assinantes mensais
R$ 60 por mês
5 assinantes mensais
R$ 100 por mês
3 assinantes mensais
POR

Michelle Alves Marinho da Costa

Michelle Alves Marinho da Costa

O Yoga de Rua é um movimento totalmente voluntário e horizontal que reúne instrutores de yoga, estudantes, cozinheiros (chefs e aprendizes) e voluntários de um modo geral com o intuito de criar vínculos com pessoas que moram nas ruas das grandes cidades do país. 

Em nosso site você encontra mais sobre a gente: https://www.yogaderua.org/

O Yoga de Rua acontece às segundas no Aterro do Flamengo, às quartas no Parque Guinle e às quintas na Praça Paris, no Rio de Janeiro, sempre a partir das 10:30.

Em roda, ao ar livre, com grupos de em média 25 pessoas, entre moradores de rua e de apartamento, o ambiente é de uma paz impensável, um oásis. A integração social acontece naturalmente em torno de um objetivo comum a todos, que é o progredir no caminho do yoga. Depois da prática, o almoço é compartilhado por voluntários e alunos, num clima de partilha e amizade. 

É para cobrir os custos da alimentação que precisamos de doações. 

Começamos no final de 2015, contando com a parceria do projeto Voar que oferece café da manhã na zona sul do Rio de Janeiro. Ali reúnem-se cerca de 300 pessoas para se alimentar e é lá que convidamos nossos alunos para as práticas. Tudo começou com práticas de meditação, caminhada meditativa e conversa. Aos poucos fomos incorporando asanas (posturas corporais) às práticas e o projeto foi ganhando um formato de aula de yoga, com meditação, asanas, pranayamase  relaxamento.

Além disso, fazemos estudos ao final sobre os fundamentos conceituais do yoga, ampliando a consciência da prática e da importância de se praticar 24 hs por dia.

 

Os estudos seguem metodologias diversas, desde a leitura de texto e comentários, até metodologias mais participativas:

Um dos primeiros vídeos que foram produzidos sobre nosso projeto foi divulgado pela AJ+ e inspirou muita gente no mundo todo.

As pessoas se surpreendem com o potencial do yoga de trazer paz, acalmar a mente. Muitos nunca havia feito nada parecido. E gostam de estar ali, sentem-se como num oásis no meio da agitação da vida na rua da grande cidade. Ao final das práticas ouvimos relatos emocionantes como esses:

O yoga é realmente muito libertador

 

Por vezes recebemos visitas de professores de diferentes escolas de yoga:

Fizemos uma maravilhosa parceria por três meses com o Ilumina-Rio, e cantamos muito mantra e dançamos em roda:

yoga-de-rua (20)

Artistas que foram conhecendo, as vezes casualmente o projeto, deixam sua contribuição improvisada:

E uma das marcas de nosso trabalho é a integração entre "moradores de rua" e "moradores de apartamento"... enquanto estamos ali unidos, não há distinções... todos estamos em "situação de yoga".

Em dias de chuva, temos que improvisar locais para estarmos juntos. Mas... é uma oportunidade a mais de experimentar o maravilhoso do yoga. A paz, o silêncio, mesmo debaixo de um viaduto em meio ao trânsito agitado da cidade.

Mas, sempre que possível... preferimos estar na natureza:

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé, árvore, atividades ao ar livre e natureza

A alimentação é sempre vegana ou vegetariana. Assim como nos retiros de yoga os participantes sempre prezam pela qualidade da alimentação, nós também procuramos estar alinhados com essa visão atual de que é preciso que o alimento seja saudável e saboroso. 

E, com o tempo, fomos nos organizando para substituir os potes recicláveis por potes que podem ser lavados e reutilizados.

O Yoga de Rua é espaço para servir. Um trabalho que fazemos com alegria e percebendo claramente que o que fazemos ali é parte do nosso caminho no yoga.

E, descobrimos, na união, que não viemos ensinar, mas praticar juntos... e encontramos inspiração!

A gente está em busca de paz. E acredita que essas pessoas são capazes de alcançar a paz em meio ao caos. E merecem ter acesso ao caminho.

Toda forma de ajuda é bem vinda e importante.

Nós já estivemos presentes em São Paulo e estamos a postos para apoiar quem deseje levar esse projeto novamente para lá ou para qualquer outra cidade. Se for o seu caso, entre em contato conosco pelo Facebook!

Nossa meta mensal no Benfeitoria objetiva conseguiremos continuar garantindo a logísitica da realização dos nosso três encontros semanais. Além desse valor, temos os objetivos de conseguir realizar de dois retiros anuais e caso consigamos obter mais apoio ainda, a gente vai vendo como os recursos podem ser melhor alocados, sempre ouvindo a opinião dos alunos e voluntários sobre como podemos melhorar. 

Há outras formas de contribuição com o projeto, que você pode conferir no nosso site na seção Como ajudar. Desenvolvemos uma página de prestação de contas, disponível no nosso site, para dar mais transparência sobre como atuamos, arrecadamos e investimos recursos.

 

Michelle Alves Marinho da Costa ainda não publicou nenhuma notícia.

O Yoga de Rua é um movimento totalmente voluntário e horizontal que reúne instrutores de yoga, estudantes, cozinheiros (chefs e aprendizes) e voluntários de um modo geral com o intuito de criar vínculos com pessoas que moram nas ruas das grandes cidades do país. 

Em nosso site você encontra mais sobre a gente: https://www.yogaderua.org/

O Yoga de Rua acontece às segundas no Aterro do Flamengo, às quartas no Parque Guinle e às quintas na Praça Paris, no Rio de Janeiro, sempre a partir das 10:30.

Em roda, ao ar livre, com grupos de em média 25 pessoas, entre moradores de rua e de apartamento, o ambiente é de uma paz impensável, um oásis. A integração social acontece naturalmente em torno de um objetivo comum a todos, que é o progredir no caminho do yoga. Depois da prática, o almoço é compartilhado por voluntários e alunos, num clima de partilha e amizade. 

É para cobrir os custos da alimentação que precisamos de doações. 

Começamos no final de 2015, contando com a parceria do projeto Voar que oferece café da manhã na zona sul do Rio de Janeiro. Ali reúnem-se cerca de 300 pessoas para se alimentar e é lá que convidamos nossos alunos para as práticas. Tudo começou com práticas de meditação, caminhada meditativa e conversa. Aos poucos fomos incorporando asanas (posturas corporais) às práticas e o projeto foi ganhando um formato de aula de yoga, com meditação, asanas, pranayamase  relaxamento.

Além disso, fazemos estudos ao final sobre os fundamentos conceituais do yoga, ampliando a consciência da prática e da importância de se praticar 24 hs por dia.

 

Os estudos seguem metodologias diversas, desde a leitura de texto e comentários, até metodologias mais participativas:

Um dos primeiros vídeos que foram produzidos sobre nosso projeto foi divulgado pela AJ+ e inspirou muita gente no mundo todo.

As pessoas se surpreendem com o potencial do yoga de trazer paz, acalmar a mente. Muitos nunca havia feito nada parecido. E gostam de estar ali, sentem-se como num oásis no meio da agitação da vida na rua da grande cidade. Ao final das práticas ouvimos relatos emocionantes como esses:

O yoga é realmente muito libertador

 

Por vezes recebemos visitas de professores de diferentes escolas de yoga:

Fizemos uma maravilhosa parceria por três meses com o Ilumina-Rio, e cantamos muito mantra e dançamos em roda:

yoga-de-rua (20)

Artistas que foram conhecendo, as vezes casualmente o projeto, deixam sua contribuição improvisada:

E uma das marcas de nosso trabalho é a integração entre "moradores de rua" e "moradores de apartamento"... enquanto estamos ali unidos, não há distinções... todos estamos em "situação de yoga".

Em dias de chuva, temos que improvisar locais para estarmos juntos. Mas... é uma oportunidade a mais de experimentar o maravilhoso do yoga. A paz, o silêncio, mesmo debaixo de um viaduto em meio ao trânsito agitado da cidade.

Mas, sempre que possível... preferimos estar na natureza:

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé, árvore, atividades ao ar livre e natureza

A alimentação é sempre vegana ou vegetariana. Assim como nos retiros de yoga os participantes sempre prezam pela qualidade da alimentação, nós também procuramos estar alinhados com essa visão atual de que é preciso que o alimento seja saudável e saboroso. 

E, com o tempo, fomos nos organizando para substituir os potes recicláveis por potes que podem ser lavados e reutilizados.

O Yoga de Rua é espaço para servir. Um trabalho que fazemos com alegria e percebendo claramente que o que fazemos ali é parte do nosso caminho no yoga.

E, descobrimos, na união, que não viemos ensinar, mas praticar juntos... e encontramos inspiração!

A gente está em busca de paz. E acredita que essas pessoas são capazes de alcançar a paz em meio ao caos. E merecem ter acesso ao caminho.

Toda forma de ajuda é bem vinda e importante.

Nós já estivemos presentes em São Paulo e estamos a postos para apoiar quem deseje levar esse projeto novamente para lá ou para qualquer outra cidade. Se for o seu caso, entre em contato conosco pelo Facebook!

Nossa meta mensal no Benfeitoria objetiva conseguiremos continuar garantindo a logísitica da realização dos nosso três encontros semanais. Além desse valor, temos os objetivos de conseguir realizar de dois retiros anuais e caso consigamos obter mais apoio ainda, a gente vai vendo como os recursos podem ser melhor alocados, sempre ouvindo a opinião dos alunos e voluntários sobre como podemos melhorar. 

Há outras formas de contribuição com o projeto, que você pode conferir no nosso site na seção Como ajudar. Desenvolvemos uma página de prestação de contas, disponível no nosso site, para dar mais transparência sobre como atuamos, arrecadamos e investimos recursos.

 

Michelle Alves Marinho da Costa ainda não publicou nenhuma notícia.